Thais Magalhães/ CBF
Thais Magalhães/ CBF

Brasil perde para a Argentina e cai na semifinal da Copa do Mundo de futsal

Seleção brasileira não consegue reagir após atuais campeões abrirem vantagem no marcador e é eliminada na Lituânia

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de setembro de 2021 | 16h14

A seleção brasileira de futsal se despediu da Copa do Mundo nesta quarta-feira ao ser eliminada pela favorita Argentina, por 2 a 1, na cidade de Kaunas, na Lituânia. Os brasileiros estiveram atrás no placar durante a maior parte do jogo, impuseram pressão no segundo tempo, mas pararam na grande atuação do goleiro Sarmiento.

Na decisão, os argentinos, que são os atuais campeões mundiais, vão enfrentar os vencedores do duelo entre Portugal e Casaquistão, que vão duelar nesta quinta-feira. A final está marcada o domingo, às 14 horas (de Brasília). O Brasil jogará no mesmo dia, às 12h, na disputa do terceiro lugar.

Brasil e Argentina fizeram um primeiro tempo acelerado, de bons lances, faltas ríspidas e três gols. Os goleiros Guitta e Sarmiento trabalharam bastante e foram os principais destaques da primeira metade do jogo.

Mesmo em dia inspirado, o goleiro brasileiro não conseguiu evitar o primeiro gol da partida, aos 11, em jogada de Bolo Alemany com Vaporaki. Borruto anotou o segundo em rápido contra-ataque dois minutos depois. A Argentina quase ampliou na sequência, ao acertar a trave.

Em situação difícil, o Brasil também sofria com as faltas argentinas. Foram três cartões amarelos no primeiro tempo, dois deles para a seleção rival. O alívio brasileiro só veio aos 17, quando, após escanteio, Pito deu assistência para a finalização de Ferrão para as redes. Logo em seguida, quase veio o empate com Rocha, que carimbou a trave.

O segundo tempo foi um duelo franco entre os dois times. O Brasil fazia pressão, enquanto a Argentina tentava aproveitar qualquer brecha para escapar em velocidade e definir a partida. Mas Sarmiento voltou a brilhar, com defesas decisivas nos ataques mais fortes do Brasil.

A pressão aumentou nos minutos finais e o técnico Marquinhos Xavier colocou Dyego como goleiro-linha, também sem sucesso. E a seleção brasileira se despediu da Copa do Mundo.

Tudo o que sabemos sobre:
futsal [futebol de salão]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.