Bob Strong/Reuters
Bob Strong/Reuters

Brasil perde para a Islândia e se complica no Mundial de Handebol

Equipe brasileira agora precisa vencer os três jogos restantes para sonhar com vaga

João Coscelli, estadão.com.br

15 de janeiro de 2011 | 19h36

SÃO PAULO - A seleção brasileira de handebol perdeu sua segunda partida no Mundial da Suécia para a vice-campeã olímpica Islândia pelo placar de 34 a 26. Com a derrota, o Brasil é obrigado a vencer os três jogos restantes para sonhar com uma das vagas do Grupo B.

A seleção pareceu recuperada da derrota para a Áustria na sexta e manteve-se próxima da Islândia no placar durante os 15 primeiros minutos. A vantagem de três gols dos europeus oscilou até a metade do primeiro tempo, quando a Islândia abriu quatro gols pela primeira vez. A partir de então, os islandeses ampliaram a vantagem pouco a pouco se aproveitando das falhas do Brasil e foram para o intervalo vencendo por 19 a 12.

No segundo tempo, o Brasil conseguiu diminuir a vantagem islandesa para apenas quatro gols após uma sequência de ataques bem sucedidos. Antes da metade da etapa, porém, a Islândia já havia recuperado a margem de sete gols à frente da seleção. Como no jogo anterior, o Brasil passou a cometer erros ofensivos e permitiu que os islandeses mantivessem a diferença no placar com tranquilidade, vencendo por 34 a 26.

Gudjon Sigurdsson, ponta-esquerda islandês, foi o artilheiro da partida com 11 gols e ainda foi eleito o melhor em quadra. Pelo Brasil, Borges foi o maior anotador, com sete gols. Além do ponta, destaque para os armadores Zeba (cinco gols) e Gui (quatro gols).

O próximo compromisso do Brasil é contra a Hungria, às 17 horas (14 horas em Brasília), na segunda-feira, 17. Os húngaros venceram a Noruega por 26 a 23. A seleção ainda enfrenta Noruega e Japão pela Chave B do Mundial. Apenas os três primeiros colocados do grupo avançam.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.