Johannes Eisele/AFP
Johannes Eisele/AFP

Brasil põe dupla nas quartas do Mundial de Tênis de Mesa

Façanha não era atingida havia mais de 60 anos

Estadão Conteúdo

29 de abril de 2015 | 10h29

O tênis de mesa do Brasil encerrou nesta quarta-feira um jejum de 61 anos sem ter uma dupla entre as oito melhores do mundo. Em Suzhou, na China, Cazuo Matsumoto (107º colocado do ranking mundial) e Thiago Monteiro (156º) se classificaram às quartas de final do Mundial ao derrotarem os franceses Simon Gauzy (35º) e Emmanuel Lebesson (84º) por 4 sets a 3 (11/4, 7/11, 8/11, 12/10, 6/11, 11/9 e 11/7).

Com essa vitória, Cazuo e Thiago já igualaram o melhor desempenho do Brasil no Mundial de Tênis de Mesa, seja em torneios individuais ou de duplas, alcançado em 1954 por Dagoberto Midosi e Ivan Severo, que avançaram até as quartas de final. Para superar tal feito, Cazuo e Thiago e avançar às semifinais terão que derrotar os sul-coreanos Sangsu Lee (47º) e Hyundeok Seo (101º) em duelo marcado para esta quinta.

"Estamos jogando duplas desde o início do ano e eu sentia que, uma hora, íamos encaixar. Torneio após torneio, fomos melhorando, encaixando o nosso jogo. Não estou muito surpreso de estarmos aqui", afirmou Cazuo.

Já Thiago destacou a virada no último set, que permitiu a vitória. "No último set, estávamos perdendo por 6/2, mas acreditamos que poderíamos virar. Em geral, o espírito da dupla estava muito positivo, um levantando o outro. Vamos levar isso para amanhã", disse.

A outra dupla brasileira que havia avançado às oitavas de final foi eliminada do Mundial nesta quarta. Gustavo Tsuboi (54º) e Hugo Calderano (60º) perderam para os sul-coreanos Youngsik Jung (24º)/Minseok Kim (33º) por 4 sets a 2, com parciais de 7/11, 11/8, 11/8, 8/11, 11/8 e 11/3.

"Sabíamos que seria um jogo difícil. Nas primeiras bolas, eles são muito consistentes. Estávamos levando a melhor no início, tanto nessas bolas como nos ralis. A partir do meio do jogo, passamos a errar um pouco mais, ficou 50% para cada lado", avaliou Tsuboi.

Calderano e Tsuboi também foram eliminados na chave individual, na segunda rodada, ao encararem alguns dos melhores mesa-tenistas do mundo. Calderano foi batido pelo japonês Jun Mizutani, quinto colocado no ranking, por 4 sets a 2 (11/3, 5/11, 4/11, 12/10, 14/12 e 11/7). "Acho que nesse jogo eu provei que estou num nível entre os tops do mundo. Estava dominando o jogo no início, mas alguns detalhes fizeram a diferença. Ele tem mais experiência, conseguiu fazer alguns pontos decisivos e acabou levando aquele quinto set", disse o brasileiro. Já Tsuboi foi batido pelo cingapuriano Gao Ning (15º) por 4 sets a 1, com parciais de 3/11, 11/4, 11/5, 11/2 e 11/5.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.