Brasil quer sediar Mundial de Judô de 2013

'Acredito no sucesso da candidatura aos Jogos de 2016 e o Mundial seria mais um evento', diz presidente da CBJ

AE, Agencia Estado

26 de agosto de 2009 | 14h30

O presidente da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), Paulo Wanderley Teixeira, oficializou a candidatura do País para receber o Campeonato Mundial de Judô de 2013 com a entrega de uma carta de intenção à Federação Internacional de Judô (FIJ). Inglaterra, Azerbaijão e Hungria também estão interessados em sediar a competição.

Veja também:

linkSarah Menezes perde disputa do bronze no Mundial

"Acredito muito no sucesso da candidatura do Brasil aos Jogos Olímpicos de 2016 e o Mundial seria mais um evento preparatório para a Olimpíada. Com ele mostraremos a organização do esporte nacional e a força do judô brasileiro", afirmou o presidente da CBJ, querendo repetir a experiência de 2007, quando o Rio de Janeiro recebeu a competição.

A decisão sobre a cidade que vai sediar o Mundial de 2013 sairá durante a reunião do comitê executivo da FIJ no ano de 2010, em Tóquio, quando a cidade japonesa estiver recebendo a competição. Para o dirigente, o Mundial do Rio pode ajudar a nova candidatura brasileira.

"O Mundial de 2007, que parecia ser uma exceção, já se tornou regra graças à excelência alcançada por nós dentro e fora do tatame. Já temos o direito de fazer o Grand Slam da FIJ pelos próximos quatro anos, além da Copa do Mundo. Não precisamos viajar para participar de uma competição de altíssimo nível", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.