Marko Djurica/Reuters - 20/01/2013
Marko Djurica/Reuters - 20/01/2013

Brasil refaz contas para se classificar às oitavas de final no Mundial

Técnico Jordi Ribera pede aos jogadores para 'esquecer' jogo contra a poderosa Espanha e priorizar jogos com Bielo-Rússia e Eslovênia

VÍTOR MARQUES - Enviado especial a Doha, Estadão Conteúdo

16 de janeiro de 2015 | 15h53

Após a derrota na estreia do Mundial de Handebol para o Catar, a seleção brasileira fez algumas mudanças de planos e traçou nova matemática para tentar se classificar às oitavas de final. "Esquecer'' o complicado jogo contra a campeã mundial Espanha, neste sábado, e dar o máximo contra os três outros adversários do grupo: Bielo-Rússia, Eslovênia e Chile.

"Foi um golpe difícil (a derrota para o Catar), mas disse aos jogadores que isso ficou para trás. A Espanha é favorita, sabemos disso. Depois, teremos três finais", afirmou o técnico Jordi Ribera, em entrevista coletiva nesta sexta-feira.

Antes da estreia, o Brasil sonhava terminar a primeira fase na terceira colocação do grupo A. Agora o plano é outro. "Nossa meta é primeiro nos classificar", falou Ribera. Das seis seleções da chave, quatro avançam à próxima fase.


Ribera assistiu parte da vitória da Espanha sobre a Bielo-Rússia nesta sexta-feira. O treinador e a seleção brasileira assistiram ao primeiro tempo do jogo. Depois, o Brasil iniciou seu último treino antes do jogo deste sábado em uma quadra anexa ao ginásio onde a Espanha estreou com vitória por 38 a 33.

"A Espanha tem uma defesa muito boa e uma boa movimentação de ataque e um bom pivô como o Aginagalde", disse Jordi, que iria passar trechos do jogo da Espanha para os jogadores brasileiros.

*O repórter viajou ao Mundial a convite da Federação Internacional de Handebol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.