Brasil segue invicto na Liga

Com Rodrigão e Giba no banco, time de Bernardinho faz 3 a 0 na Finlândia, em Brasília

BRASÍLIA, O Estadao de S.Paulo

20 de junho de 2009 | 00h00

A seleção brasileira conquistou ontem, no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília, a quarta vitória consecutiva na Liga Mundial de vôlei. Mesmo com Rodrigão e Giba no banco, a equipe de Bernardinho venceu com folga a segunda partida contra a Finlândia por 3 sets a 0, com parciais de 25/17, 25/19 e 25/20. Agora, o elenco segue para a Polônia, onde joga sábado e domingo as primeiras partidas fora de casa na competição.Quatro jogadores que participaram dos últimos jogos, contra a Polônia, em São Paulo, e contra a própria Finlândia, em Brasília, estavam em quadra. O levantador Bruninho, o ponteiro e capitão Murilo, o meio de rede Lucão e o líbero Escadinha. Rivaldo, que brilhou nas partidas anteriores, estava no banco, mas nem isso fez diferença no placar.As jogadas foram bem distribuídas por Bruninho. Sidão, Thiago Alves e Lucão tiveram bom aproveitamento. No primeiro set, o Brasil chegou a abrir vantagem de sete pontos sobre os finlandeses. A diferença permaneceu ampla até o 21º ponto. O lance decisivo veio em um ace de Murilo, numa pancada que empolgou a torcida.No início do segundo set o Brasil voltou para a quadra com a mesma empolgação e logo abriu vantagem com pontos dos gigantes Vissoto (2,12 metros) e Lucão (2,09 m). Com uma boa sequência de acertos, a equipe deslanchou e abriu seis de vantagem. Para encerrar em grande estilo, mais um ace, agora marcado por Sidão.O time de Bernardinho começou o terceiro set mais tranquilo e acabou cometendo mais erros, sobretudo em saques. Mas Thiago Alves compensou os deslizes da equipe aproveitando bem todos os passes de Bruninho e Raphael, levantador reserva que entrou no fim do set. A Finlândia também colaborou ao errar muito por nervosismo.No entanto, o jogo até chegou a ficar equilibrado quando o placar apontava 12 a 11 para o Brasil. Contudo, mais um erro de saque da equipe finlandesa deu oportunidade para os brasileiros voltarem a abrir diferença e fechar o set em 25 a 20. A seleção voltará a jogar no Brasil em julho (nos dias 18 e 19). O time poderá contar com a torcida a favor nas partidas contra a Venezuela, em Belo Horizonte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.