Brasil sobe três vezes ao pódio no primeiro dia

O Brasil teve uma estreia mais do que positiva na Paralimpíada de Londres com a conquista de três medalhas - duas na natação e uma do judô. Daniel Dias, que ganhou a primeira de suas oito provas na natação e com direito a recorde mundial nos 50 metros livre classe S5.

VALÉRIA ZUKERAN , ENVIADA ESPECIAL / LONDRES, O Estado de S.Paulo

31 de agosto de 2012 | 03h11

Um ouro com a melhor marca da história poderia deixar qualquer um totalmente satisfeito, mas não o brasileiro. "Eu realmente esperava o recorde, mas imaginava um tempo em torno de 31s9. Ele não saiu porque cometi um pequeno erro no final mas estou feliz mesmo assim''', avaliou Dias que terminou a prova em 32s05. O recorde anterior era do próprio dias, 32s27, estabelecido na Holanda, em 2010.

Clodoaldo Silva, que disputou a mesma prova de Dias, terminou em quinto lugar, com 34s99.

O outro pódio brasileiro na natação foi André Brasil, prata nos 200 metros medley classe SM10. Ele só foi superado pelo canadense Benoit Huot, que além do ouro bateu seu próprio recorde mundial na distância com 2min10s01. Brasil terminou com 2min12s36. "Não era uma prova para qual vinha treinando.''

A medalha brasileira no judô veio na categoria -52 kg com Michele Ferreira. A brasileira ganhou o confronto que valia medalha por W.O., pois sua adversária no combate pela medalha, a francesa Sandrine Martinet, se machucou nas semifinais e não tinha condições de competir. O ouro ficou com alemã Carmen Brussig, seguida de Kai-Lin Lee, de Taipé. "Estou muito feliz, é uma sensação muito boa'', disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.