Brasil soma mais duas vitórias no Mundial de Boxe

Patrick Lorenço e Robenilson de Jesus também estrearam com vitória

AE, Agência Estado

19 de outubro de 2013 | 16h05

SÃO PAULO - Depois da estreia vitoriosa do medalhista olímpico Esquiva Falcão, mais dois pugilistas brasileiros entraram no ringue neste sábado no Mundial de Boxe, em Almaty, no Casaquistão. Patrick Lourenço e Robenilson de Jesus também ganharam suas lutas e avançaram na competição. Medalhista de prata na Olimpíada de Londres, no ano passado, Esquiva Falcão entrou direto na segunda rodada da disputa dos médios (até 75kg) no Mundial de Boxe. E confirmou o favoritismo neste sábado diante do bielo-russo Vitali Bandarenca, ao ganhar por 2 rounds a 1. Agora, ele enfrentará o russo Artem Chebotarev, valendo vaga nas quartas de final.

Assim como Esquiva Falcão, Patrick Lourenço também estreou direto na segunda rodada da categoria mosca-ligeiro (até 49kg). Na luta deste sábado, diante do tailandês Tanes Ongjunta, o brasileiro dominou as ações e ganhou por 3 rounds a 0, classificando-se para enfrentar agora o mongol Gan-Erdene Gankhuyag nas oitavas de final do campeonato em Almaty. Robenilson de Jesus foi outro brasileiro que estreou neste sábado, diretamente na segunda rodada dos galos (até 56kg). E ganhou por 3 rounds a 0 do argelino Reda Benbaziz. Seu próximo adversário, já valendo vaga nas quartas de final da competição, será o turco Selçuk Eker. Mas o pugilista do Brasil, em quarto lugar no ranking mundial da categoria, é o favorito.

Ainda faltam estrear dois brasileiros no Mundial em Almaty, o que acontecerá neste domingo, com as lutas de Robson Conceição (até 60kg) e Roberto Queiroz (até 69kg). Até agora, o Brasil conseguiu colocar cinco pugilistas nas oitavas de final - Everton Lopes, Juan Nogueira, Esquiva Falcão, Robenilson de Jesus e Patrick Lourenço - e teve apenas uma eliminação, com a derrota na estreia de Julião Neto na categoria dos moscas (até 52kg).

Tudo o que sabemos sobre:
boxeEsquiva FalcãoRio 2016

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.