Brasil tem começo discreto no Mundial

No primeiro dia de competições do Mundial Indoor de Atletismo, nesta sexta-feira, em Birmingham, na Inglaterra, dois resultados de destaque foram obtidos pelos brasileiros. Osmar Barbosa dos Santos classificou-se para a semifinal dos 800 metros e Vicente Lenílson igualou o recorde sul-americano dos 60 metros rasos, em poder de Robson Caetano há 16 anos. Lenílson venceu sua série na fase preliminar com 6s63, mesmo tempo obtido por Robson Caetano em Sindelfingen, Alemanha, em janeiro de 1987.Apesar do recorde, Lenílson não largou bem na semifinal. Foi apenas o sexto na série, com 6s70, e ficou fora da disputa do título. A medalha de ouro foi ganha por Justin Gatlin (EUA), com 6s46. Entre as mulheres, a ucraniana Zhanna Block, com 7s04, ficou com o título nos 60 metros.Nos 800 metros, Osmar Barbosa dos Santos foi terceiro na série preliminar, com 1m49s01, e está qualificado para a semifinal, que acontece sábado. O brasileiro, que passou os 400 metros na liderança da prova (com 52s44), treina com Luiz Alberto de Oliveira, técnico que orientou Zequinha Barbosa, campeão mundial indoor em 1987 e vice-campeão em 1989.Também na primeira rodada, Bruno Pacheco (Vasco) foi desqualificado na preliminar dos 200 metros por invasão de raia. Geisa Coutinho (Vasco) foi a quinta colocada em sua série na preliminar dos 400 metros rasos, com 54s23. Ambos ficaram fora da próxima fase.Três atletas da BM&F Atletismo, a maior equipe do País atualmente, estréiam neste sábado no Mundial. Maíla Machado disputa a preliminar dos 60 metros com barreiras feminino, Márcio Simão de Souza e Anselmo Gomes da Silva disputam a mesma distância na prova masculina.As principais atrações do Brasil, Jadel Gregório, no salto triplo, e Maurren Maggi, no salto em distância, ambos da equipe BM&F, competem domingo, no encerramento do campeonato - as provas de qualificação, que seriam sexta e sábado, foram canceladas pela organização.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.