Brasil tem dia ruim no Mundial de judô

Os judocas brasileiros tiveram um dia ruim no Mundial do Egito. Neste domingo, no último dia de disputa, os quatro representantes do Brasil foram eliminados logo nas primeiras fases de suas categorias. Quem teve melhor desempenho foi João Gabriel Schiliter, do absoluto, que venceu a primeira contra o cubano Oscar Braison, foi derrotado em seguida pelo russo Tamerlan Tmenov e eliminado na repescagem para o polonês Janusz Woymanrowicz. Na categoria ligeiro (até 60 kg), Denílson Lourenço perdeu na primeira luta para o francês David Larose. Entre as mulheres, Daniela Polzin (ligeiro - até 48 kg) ganhou na estréia da ucraniana Olga Suhka, mas perdeu na seqüência para a norte-coreana Ok Song Pak. Na categoria absoluto, Priscila Marques foi eliminada logo de cara pela holandesa Carola Uihendoled. Assim, o Brasil termina o Mundial de judô com duas medalhas. No sábado, o meio-leve gaúcho João Derly faturou o primeiro ouro brasileiro em campeonatos mundiais. Na quinta-feira, o meio-pesado Luciano Corrêa ganhou a medalha de bronze.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.