Brasil terá 5 judocas em ação neste sábado no Mundial

Pesado Daniel Hernandes tem estreia difícil contra atual tetracampeão mundial

Wilson Baldini Jr. - Enviado especial , estadão.com.br

26 de agosto de 2011 | 18h10

PARIS - Os meio-pesados (até 100kg) Luciano Corrêa e Leonardo Leite, os pesados (acima de 100kg) Daniel Hernandes e Rafael Silva e a pesada (acima de 78kg) Maria Suellen são os judocas brasileiros que estarão em ação neste sábado no Mundial de Judô, em Paris. As fases eliminatórias começam às 4 horas (horário de Brasília), enquanto o início das finais está programado para as 10h30 (horário de Brasília).

O maior desafio será de Daniel Hernandes, que vai encarar o francês Teddy Riner, atual tetracampeão mundial. O adversário do brasileiro tem 2,04 metros e 130 quilos de músculos. Com 1,91 metro e 145 quilos, o judoca do Brasil ficou em quinto lugar nas cinco edições do Mundial em que participou.

Já Rafael Silva, o Baby, estreia diante do lituano Marius Paskevicius. Apontado como uma das revelações do judô brasileiro, ele mede 2,03 metros e pesa cerca de 150 quilos. E espera surpreender no Mundial de Paris.

Campeão mundial em 2007, Luciano Corrêa está numa chave bastante complicada neste ano em Paris. Ele estreia diante do georgiano Irakli Tsirekidze. Já Leonardo Leite, também na categoria dos meio-pesados, terá pela frente na primeira rodada o montenegrino Nicola Vulevic.

Única representante feminina do Brasil neste último dia de disputas individuais no Mundial de Paris - no domingo acontecerá a competição por equipes -, Maria Suellen, que é mulher do vice-campeão olímpico Carlos Honorato (ganhou prata nos Jogos de Sydney/2000), estreia contra a marroquina Rania El Kilali.

No quadro de medalhas do Mundial, o Japão segue disparado na liderança: são cinco de ouro, seis de prata e três de bronze para os japoneses. A França está em segundo lugar, com três de ouro e uma de bronze. E o Brasil ocupa a sexta colocação, com duas de prata e três de bronze.

Tudo o que sabemos sobre:
judôMundial de Paris

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.