Reprodução
Reprodução

Brasil terá grupo difícil em busca do bi no Mundial de Handebol

Seleção feminina cai com três equipes que já foram campeãs

Estadão Conteúdo

24 de junho de 2015 | 17h13

O Brasil conheceu, nesta quarta-feira, os seus adversários na fase de grupos do Mundial Feminino de Handebol, que vai acontecer na Dinamarca, em dezembro. Atual campeã, a seleção brasileira caiu em uma chave complicada e vai enfrentar França, Alemanha, Argentina, Coreia do Sul e República Democrática do Congo.

O Brasil caiu no Grupo C e por isso vai jogar em Kolding, uma cidade de pouco mais de 90 mil habitantes no sudoeste da Dinamarca. Em teoria, os adversários mais complicados deverão ser França e Alemanha, que estão indo para a 12.ª participação em Mundiais, já foram campeões e têm tradição na modalidade. Em 2013, os dois times chegaram invictos às quartas de final. A Alemanha foi eliminada pela Dinamarca, enquanto a França caiu diante da Polônia, por um gol de diferença, apenas.

A quarta força do grupo é a Coreia do Sul, principal escola não-europeia, que foi semifinalista de todas as oito edições do handebol feminino nos Jogos Olímpicos. Em Londres, as asiáticas terminaram em quarto. Em Mundiais, entretanto, têm apenas duas medalhas, a última delas de bronze, conquistada em 2003.

Já Argentina e República Democrática do Congo são adversários sem tanta tradição no handebol. Como avançam quatro times de cada grupo às oitavas de final, o Brasil não deve ter problemas para se classificar. Na fase seguinte, também vai enfrentar pedreira. Afinal, o Grupo D tem Noruega (campeã olímpica), Espanha (que eliminou o Brasil no Mundial de 2011, em casa), Rússia e Romênia.

Tudo o que sabemos sobre:
handebolMundial de Handebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.