Brasil testa sua força em Cingapura

Seleção de Dunga faz amistoso na Ásia, às 9 horas de Brasília, contra o 127.º colocado no ranking da Fifa

Cingapura, O Estadao de S.Paulo

28 de julho de 2008 | 00h00

A seleção olímpica do técnico Dunga disputa hoje, às 9 horas (com SporTV), o penúltimo amistoso antes de iniciar a luta pelo único título que o futebol brasileiro ainda não tem: a medalha de ouro da Olimpíada. Um grande abismo separa o Brasil do adversário de hoje, a seleção de Cingapura. Os brasileiros enfrentam apenas o 127º colocado no ranking da Fifa e que já não tem mais chances de ir para a Copa de 2010. Acesse e acompanhe ao vivo os detalhes da partida desta manhãA primeira etapa dos treinos de preparação para os Jogos foi encerrada ontem. Além de um treino de dois toques, Dunga comandou um coletivo com mais de 30 minutos. O motivo do longo trabalho: melhorar o entrosamento. "Não se ganha nada no futebol se não houver um grupo entrosado dentro e fora de campo", disse. "Os jogadores estavam mais descansados, pois não houve treino pela manhã, e por isso o coletivo pôde ser um pouco mais longo", explicou.Os titulares venceram os reservas por 4 a 1. Ao contrário do que havia feito na sexta-feira, Dunga escalou o time que provavelmente enfrentará Cingapura no esquema 4-4-2, utilizando Ronaldinho Gaúcho e Alexandre Pato no ataque. Diego e Anderson ficaram encarregados da armação.O zagueiro Thiago Silva, com dores na panturrilha, participou do coletivo, mas não do treino de dois toques. O lateral-direito Ilsinho, também com problemas musculares, treinou à parte com o fisioterapeuta. "Isso é normal em início de trabalho, cada jogador reage de um jeito", disse o preparador físico Paulo Paixão.Apesar do futebol do adversário de hoje não preocupar o time brasileiro, Dunga exige seriedade. "O jogo contra Cingapura deve ser encarado como uma das etapas da preparação para a Olimpíada", afirmou. "Quero os jogadores concentrados e levando a partida a sério."ADVERSÁRIO BRINCAJá imaginando uma derrota, Radojko Avramovic, treinador de Cingapura, mostrou bom humor para falar do duelo. Feliz com a chance, brincou ao ser perguntado sobre o que espera da partida. "O Brasil tem os melhores jogadores do mundo e é uma grande oportunidade para nós enfrentá-los. Podemos resistir talvez três, quatro, quem sabe cinco minutos", brincou.A seleção brasileira iniciou a preparação no meio da semana passada, em Cingapura. Além da partida contra a seleção local, hoje, viajará para Hanói para outro amistoso contra a seleção do Vietnã, na quinta-feira. O Brasil ganhou a medalha de prata olímpica nos Jogos de 1984 e 1988 e a de bronze em 1996. A estréia da seleção em Pequim será no dia 7 de agosto contra a Bélgica. A final do torneio de futebol está marcada para o dia 23.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.