Brasil treina com conforto e paz para Mundial de Judô

Seleção tem CT exclusivo para treinamento a 38 km de Paris. Torneio começa na terça-feira

AE, Agência Estado

19 de agosto de 2011 | 16h08

PARIS - A delegação brasileira que vai disputar o Mundial de Judô a partir do próximo dia 23 de agosto não tem do que reclamar do período de preparação que está sendo realizado na pequena cidade de Sainte-Geneviéve, a 38km de Paris. Os 19 atletas que defenderão o Brasil no Mundial têm todo o conforto para se concentrarem apenas em chegar à competição preparados para brigarem por medalhas.

"Cada um vem cumprindo bem seus treinos técnicos, físicos e táticos. Dedicamos também algumas horas por dia para estudar os principais adversários", comenta o coordenador técnico da Confederação Brasileira de Judô, Ney Wilson.

Ele elogia o clube onde a seleção treina, e que, segundo Wilson, tem excelente estrutura com um bom dojô (tatame de treino), sala de musculação e um bosque para corrida. "Temos paz e concentração, sem as opções de lazer que Paris oferece. Aqui é treinar, comer e descansar"

Com dois atletas em cinco das 14 categorias do Mundial, a delegação brasileira tem deixado de lado a rivalidade interna em busca de um bom desempenho coletivamente. "Mesmo os judocas do mesmo peso treinam entre si, o que mostra o bom astral do grupo", diz Ney Wilson.

O Brasil treina em Sainte-Geneviéve até domingo, quando chega a Paris. No dia seguinte acontece o sorteio da chaves, com o Mundial tendo início no dia 23, às 4h (de Brasília). A competição, que terá 950 atletas de 136 países, segue até o dia 28.

 

Confira os judocas convocados:

 

Equipe feminina: Sarah Menezes (48 kg), Erika Miranda (52 kg), Rafaela Silva e Ketleyn Quadros (57 kg), Mariana Silva (63 kg), Maria Portela (70 kg), Mayra Aguiar (78 kg), Maria Suelen Altheman (+78 kg).

 

Equipe masculina: Felipe Kitadai (60 kg), Leandro Cunha (66 kg), Bruno Mendonça (73 kg), Leandro Guilheiro e Flavio Canto (81 kg), Tiago Camilo e Hugo Pessanha (90 kg), Luciano Correa e Leonardo Leite (100 kg), Daniel Hernandes e Rafael Silva (+100 kg).

Tudo o que sabemos sobre:
judôMundial de Judô

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.