Satiro Sodré/Divulgação
Satiro Sodré/Divulgação

Brasil vai à final do 4x100m livre com recorde em Dubai

Quarteto faz 4.º melhor tempo com 3min08s71 e bate marca sul-americana que vigorava desde 1998

AE, Agência Estado

15 de dezembro de 2010 | 08h48

O Brasil iniciou a sua participação no Campeonato Mundial de Natação em Piscina Curta (25 metros), realizado em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, com um recorde sul-americano e classificação para uma final. Nesta quarta-feira, Nicholas Santos, Cesar Cielo, Marcelo Chierighini e Nicolas Oliveira garantiram o País na disputa de medalha dos 4x100 metros livre ao nadar a prova em 3min08s71.

O recorde sul-americano vigorava desde 1998 e era do quarteto formado por Fernando Scherer, Carlos Jayme, Alexandre Massura e Gustavo Borges (3min10s45). Com a marca desta quarta-feira, o Brasil se garantiu na final com o quarto melhor tempo, atrás de Rússia (3min07s78), Austrália (3min08s06) e Estados Unidos (3min08s69). Otimista, Cielo acredita que pode conquistar sua primeira medalha em Dubai nesta quarta-feira.

"Hoje o importante é começar esse Mundial com uma medalha para o Brasil. Não importa a cor. Acho que o que falta para o Brasil se firmar como grande potência da natação é um time forte de revezamento. Talentos individuais muitos países têm, mas um time de revezamento dá força como equipe, como grupo. É muito emocionante começar assim, superando um tempo que foi tão importante para nós durante tanto tempo", afirmou.

Os nadadores brasileiros conseguiram quatro classificações para semifinais de provas individuais. Guilherme Guido registrou o 12º melhor tempo dos 100 metros costas (51s74). Felipe Silva avançou com a sexta marca dos 100 metros peito (58s67). Fabíola Molina passou às semifinais dos 100 metros costas em 12º lugar (58s88) e Kaio Márcio fez a décima marca (50s14) dos 50 metros borboleta.

Fernando Ernesto e Rodrigo Castro nos 200 metros livre, Tatiane Sakemi e Juliana Kury nos 50 metros peito, Leonardo de Deus nos 100 metros costas, Henrique Barbosa nos 100 metros peito, Etiene Medeiros nos 100 metros costas, e Glauber Silva nos 100 metros borboleta foram eliminados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.