Brasil vence e garante mais uma medalha no tae kwon do

Leonardo Santos, com fortes dores no joelho, disputa agora as semifinais da categoria acima de 80kg

17 de julho de 2007 | 11h45

O brasileiro Leonardo Santos é ovacionado pela torcida ao entrar na arena para o duelo contra Angel Roman, de Porto Rico, pelas quartas-de-final da categoria acima de 80 kg. Quem vencer já garante pelo menos o bronze.    Confira o quadro de medalhasVeja todas as modalidades do Pan   A três segundos do final do primeiro tempo, Leonardo empatou o combate em 1 a 1 encaixando um preciso chute.   No combate anterior, onde venceu o venezuelano Luis Nogueira por 3 a 1 e saiu da luta com o joelho direito machucado. Com fortes dores, chegou a pedir atendimento no segundo assalto e colocou ataduras no local. Mancando ele garantiu a vaga contra Roman."Eu estou aqui para conquistar o ouro", disse o lutador, que mesmo com dor no joelho, garante que estará bem na hora da luta. "Vou tratar bem para estar inteiro."   No segundo round, Leonardo volta já pontuando e termina vencendo Angel Roman por 2 a 1. Ao terminar o assalto, vai direto receber atendimento no joelho ferido, fazendo fortes expressões de dor. O porto-riquenho acertou um chute em seu joelho, esticado durante um chute, em um contragolpe. Mais uma vez, no início de round - dessa vez o terceiro - Leonardo amplia o placar. Mais um golpe do brasileiro entrou segundos depois, mas não foi pontuado. Ele pára e arruma a caneleira. Isso lhe custa um ponto como punição.Com um minuto pro final, só faltava administrar a vaga nas semifinais, mas não parou por aí. O brasileiro fez entrar mais um golpe e foi a 3 no marcador, assegurando sua medalha de bronze e continuando na disputa pelo ouro. Mais uma vez mancando, ele ajoelha para comemorar a vitória.Leonardo é de Goiânia, mas muita gente nas arquibancadas mostra intimidade com ele, chamando-o de "Macarrão", seu apelido. Com sua esta vitória, o tae kwon brasileiro vai deixar o Pan com quatro medalhas.Ele enfrenta agora o americano Anthony Graf. Ele nunca enfrentou o norte-americano, que diz ser um atleta rápido e muito versátil.(Colaborou Bruno Chazan, do estadao.com.br)

Tudo o que sabemos sobre:
Pan 2007tae kwon do

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.