Brasil vence e vai disputar 9º lugar do Mundial no polo aquático masculino

Após sofrer uma inesperada derrota para o Canadá e ter que enfrentar os Estados Unidos logo nas quartas de final do Mundial de Kazan (Rússia), a seleção brasileira masculina de polo aquático tenta fechar bem a competição no Torneio de Consolação. Nesta terça-feira, venceu a África do Sul por 16 a 5 e se classificou para a disputa do nono e 10.º lugares.

Estadão Conteúdo

04 de agosto de 2015 | 09h17

A defesa funcionou muitíssimo bem, a ponto de o goleiro Bin Laden (único disponível depois que Thyê Mattos foi cortado, acusado de abuso sexual durante o Pan) ser alvo de apenas 13 arremessos dos rivais. O Brasil deu 30 chutes e fez 16 gols. Os "gringos" Josip Vrlic, Felipe Perrone e Adria Delgado fizeram cinco, quatro e dois gols, respectivamente.

Se o desempenho geral no Mundial decepciona de certa forma, uma vez que o Brasil foi bronze na Liga Mundial, há um mês, historicamente há uma evolução. Afinal, nas duas últimas participações (em 2009 e 2011), a seleção também enfrentou a África do Sul no Torneio de Consolação, mas sempre brigando pelo 13.º lugar.

Agora, o Brasil vai reencontrar o Canadá, na quinta-feira, para disputar o nono lugar. Os canadenses, mais cedo, venceram o Casaquistão por 9 a 7. No feminino, a seleção também briga para ficar em nono. Na quarta, em busca desta meta, enfrenta a Hungria.

Tudo o que sabemos sobre:
polo aquáticoMundial de Kazan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.