Brasil vence Japão e vai disputar 3º lugar no polo aquático

Vice-campeão da etapa intercontinental da Liga Mundial de Polo Aquático nos últimos dois anos, a seleção brasileira masculina não vai repetir o feito em 2016. Neste sábado, até venceu o Japão, por 16 a 10, mas os demais resultados jogaram o Brasil para a disputa do bronze em Yokohama. Austrália e EUA farão a final, enquanto os brasileiros voltam a encarar os donos da casa no domingo.

Agência Estado, Estadão Conteúdo

14 de maio de 2016 | 12h00

A atuação deste sábado, após derrota para os EUA na sexta, rendeu elogios do técnico Ratko Rudic. "Nós tivemos um bom desempenho hoje (sábado), e o time foi muito disciplinado em sua maior parte. Nosso ataque esteve muito bem, especialmente na cooperação entre Vrlic e Perrone, mas o nível de todos foi bom. O Japão progrediu no último ano, por isso não foi tão fácil, mas os jogadores estavam muito focados e bem concentrados", opinou. Vrilic (seis), Bernardo Gomes (três), Grummy (três), Guilherme (dois), Felipe Silva e Perrone marcaram os gols brasileiros.

A fase intercontinental reúne as equipes que não são da Europa e classifica para a fase final. Fora da Olimpíada, Canadá e Argentina não se inscreveram desta vez e, por isso, dos seis times, cinco estarão na chamada Super Final. Os quatro primeiros, mais a China, que encara o Casaquistão na briga pelo quinto lugar.

EUA e Austrália, campeões em 2014 e 2015 sobre o Brasil, decidem a fase intercontinental deste ano. Para a seleção brasileira, conquistar o quarto lugar deve proporcionar uma chave melhor na Super Final, que também terá Sérvia, Itália e Grécia. O torneio acontece de 21 a 26 de junho, em Huizhou, na China. No ano passado, o Brasil conquistou uma inédita medalha de bronze.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.