Brasil vence na estréia do Sul-Americano

A seleção brasileira masculina de vôlei estreou com vitória no Campeonato Sul-Americano, nesta terça-feira, ao derrotar o Chile por 3 sets a 0, com parciais de 25/15, 25/11 e 25/13, em pouco mais de uma hora de jogo. Na segunda rodada, quarta-feira, o Brasil enfrenta o Paraguai a partir das 18 horas.A partida foi tecnicamente tão fraca e exigiu tão pouco do time brasileiro que Bernardinho resolveu dar um treino na seqüência.?Foi um jogo que não exigiu muito de nós, por isso vamos treinar. Para nós, não foi muito útil, mas foi interessante para o Chile e temos de ter respeito por eles. Foi uma boa estréia, principalmente para sentir a quadra e o público?, afirmou o treinador.O oposto Anderson concordou: ?Um jogo como o de hoje não serve como parâmetro para uma competição grande como a Copa do Mundo, mas sabemos que temos de estar o tempo todo concentrados.?André Nascimento, que joga na mesma posição de Anderson, saiu de quadra satisfeito. ?Serviu para o Bernardinho dar ritmo de jogo para todo mundo. Estaremos mais preparados para jogos difíceis.?O mais experiente atleta chileno, Lopes, de 28 anos, admitiu: ?É um sonho jogar contra a seleção brasileira. Enfrentar Maurício é uma grande honra.?Os brasileiros tentam manter a invencibilidade na competição, que começou a ser realizada em 1951. Se conseguirem, o que é bem provável, garantirão vaga na Copa do Mundo (em novembro, no Japão), que por sua vez dará três vagas na Olimpíada de Atenas/2004.Mas o maior desafio do grupo é ganhar dos venezuelanos, que eliminaram o Brasil na semifinal dos Jogos Pan-Americanos de São Domingos ? depois, a Venezuela foi campeã. A revanche está marcada para sábado. Será o último jogo da competição e terá transmissão da Globo.Nesta terça, na abertura da competição, a Venezuela surpreendeu novamente e ganhou da Argentina por 3 sets a 1, parciais de 19/25, 25/20, 25/19 e 25/19. O destaque foi o oposto venezuelano Gomez, eleito o melhor jogador do Pan. Com 18 pontos, foi o maior pontuador da partida.Sobre o adversário desta terça, Bernardinho não tem informações. O Paraguai não participou da última edição do Sul-Americano, em 2001. ?É difícil falar porque não vi o time jogar?, admitiu o treinador.Os paraguaios viajaram até o Rio de Janeiro de microônibus . ?Saímos sábado de manhã do Paraguai e chegamos ao Rio após 28 horas de viagem?, contou o técnico Carlos Rosso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.