Brasil vence Nigéria no basquete

A seleção brasileira feminina de basquete está classificada para as quartas-de-final do torneio olímpico. Venceu nesta sexta-feira a Nigéria por 82 a 63 (47 a 34), na Arena Helleniko. A cestinha do jogo foi Iziane, com 26 pontos. O Brasil, que caiu diante das russas na rodada anterior, é o segundo colocado do grupo A e enfrentará a invicta Austrália, domingo, às 8h30 (de Brasília), para a definição da liderança. Para terminar em primeiro, tem de vencer por diferença mínima de 15 pontos. Também nesta sexta-feira, a Grécia perdeu para a Austrália por 77 a 40 e o Japão foi derrotado pela Rússia por 94 a 71. As australianas têm quatro vitórias e oito pontos e são seguidas pelo Brasil (2º) e pela Rússia (3º), ambos com três vitórias, uma derrota e 7 pontos no total. A Grécia (4º) e o Japão (5º) têm uma vitória, três derrotas e cinco pontos. A Nigéria é a lanterna. Os quatro primeiros colocados avançam para as quartas-de-final. Assim, gregas e japonesas decidirão, frente a frente, também domingo, a última vaga para a próxima fase.Estados Unidos e Espanha entram na etapa seguinte como primeira e segunda colocadas do grupo B, respectivamente. As espanholas cederam a vitória para as americanas no último quarto da partida: 71 a 58. A República Checa e a Nova Zelândia disputam domingo o terceiro e o quarto lugares da chave. As checas ganharam da Coréia por 97 a 75 e as meninas neozelandesas marcaram 79 a 77 contra as chinesas. Tanto as coreanas como as chineses não têm mais chances de classificação.O técnico Antônio Carlos Barbosa garante que o Brasil vai buscar a vitória diante da Austrália, independentemente de combinação de resultados. ?Vamos entrar para ganhar de mais de 15 pontos para terminarmos em primeiro da chave?, afirmou o treinador, acrescentando que a seleção brasileira ainda está instável, errando bolas fáceis. ?Contra adversários mais fortes isso não pode acontecer.?Segundo Iziane, a equipe brasileira ganhará moral para o restante da disputa caso vença as australianas, candidatas a medalha em Atenas. ?É muito importante derrotar um adversário de alto nível como a Austrália?, avisou a jogadora.Janeth elogiou a disposição das nigerianas, mas acredita que o Brasil poderia ter jogado até mais. ?Melhoramos taticamente e as bolas caíram mais?, lembrou. ?Temos de evoluir.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.