Liga Pro Skate
Liga Pro Skate

Brasileira de 16 anos participa de evento de skate em frente ao Camp Nou

Virgínia Fortes Águas vai fazer uma exibição neste final de semana, em ação relacionada ao conceito de empoderamento do esporte feminino

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de março de 2022 | 20h00

O Barcelona montou um calendário de ações relacionadas ao conceito de empoderamento do esporte feminino neste mês de março, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, e uma brasileira terá oportunidade de demonstrar todo o seu talento no skate em uma apresentação em frente ao Camp Nou, o estádio da equipe catalão. Trata-se de Virgínia Fortes Águas, de apenas 16 anos, e atual décima do mundo na modalidade street.  

O evento acontece neste final de semana e, além da participação da skatista, terá atividades de cultura urbana, arte, grafite e música, além do skate. A série de eventos promovidos pelo Barcelona culminará com o clássico entre Barcelona e Real Madrid, no dia 30 de março, pela Liga dos Campeões de futebol feminino. 

"Ser convidada para estar em um evento como esse, tão atual e importante, é uma honra. Fico muito feliz de ter sido lembrada pelo Barcelona e espero representar e inspirar lá no Camp Nou. É muito legal poder mostrar que nós, meninas, podemos estar onde quisermos, e o skate brasileiro tem aberto esse espaço", afirmou Virgínia.

A skatista sonha em disputar os Jogos Olímpicos de Paris. Em Tóquio, no ano passado, apesar de estar posicionada na nona  colocada no ranking mundial, Virgínia ficou fora da Olimpíada por causa do limite de três participantes de cada país no evento. O Brasil foi representado por Rayssa Leal, que foi medalha de prata, Pâmela Rosa e Leticia Bufoni. 

Apesar do baque de ficar fora da estreia do skate na história dos Jogos Olímpicos, a garota de Niterói continuou treinando firme e colecionou ótimos resultados na Europa. Virgínia é a atual campeã europeia da modalidade street. Em 2021, ela acumulou quatro conquistas nas cinco etapas da Liga Pro Skate em Portugal, além de vencer o tradicional evento de Marisquinho, em Vico, na Espanha, e o Urban World Series, em Barcelona e Madri, também em solo espanhol.

HISTÓRICO 

Modalidade tipicamente urbana, o skate surgiu nas ruas largas e praças descoladas da Califórnia, nos Estados Unidos, nos anos 60 e rapidamente se alastrou pelo mundo. Como os demais esportes radicais, está ligado a um tipo de comportamento, que engloba roupas, um "dialeto" próprio, músicas, enfim, uma cultura que tem seus próprios ícones. 

O skate entrou no programa dos Jogos Olímpicos em Tóquio. O Brasil conquistou três medalhas, todas elas de prata. Rayssa Leal no street feminino e Kelvin Hoefler, no masculino. Já Pedro Barros subiu ao pódio no Park masculino. O Japão se destacou ao conquistar três medalhas de ouro de quatro possíveis. A Austrália ficou com a outra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.