Brasileira fora da final dos 800m

Luciana de Paula Mendes achou injusto não ter intervalo entre as qualificatórias e as semifinais dos 800 metros rasos, realizadas um dia após o outro. "Na prova masculina eles sempre fazem um intervalo de dois ou três dias entre as fases", observou. Com o sétimo tempo (2min02s00) de sua série, a terceira, Luciana não foi à final.A moçambicana Maria Mutola, nove vezes campeã mundial e defendendo o título de campeã olímpica, ganhou a qualificatória (1min59s30) sem se preocupar com o tempo. "Entrei na pista para me classificar em primeiro, quando olhei para trás e não vi ninguém percebi que não tinha necessidade de acelerar", afirmou Mutola. Luciana disse que estava cansada. "Fiquei sem perna", justificou a corredora, dizendo que é muito grande a pressão de ter de correr por classificação dois dias seguidos.Luciana, mãe de Paloma, uma garota de seis anos que está sendo cuidada por uma amiga, está com saudades da filha, mas permanecerá competindo na Europa até setembro - tem base na cidade italiana de Siena, onde estão hospedados alguns atletas brasileiros que fazem o circuito europeu. "Estou aqui na Europa desde o dia 19 de junho." O melhor tempo de Luciana esse ano é 1min59s49, mas a meio-fundista é dona do recorde brasileiro, com 1min58s27, feito em 1994. Apesar de achar que a filha é rápida e poderia ser uma corredora, disse que, por enquanto, Paloma não quer saber do atletismo, mas se encanta com a ginástica. "Ela sempre diz que não quer correr, mas sim fazer aquilo que a Daiane faz."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.