Brasileira garante vaga na maratona da Olimpíada

A brasileira Adriana Aparecida da Silva conquistou o seu objetivo na Maratona de Tóquio. A atleta brasileira terminou a versão feminina da prova em nono lugar e, mais importante, garantiu a sua classificação para a Olimpíada de Londres ao completar a corrida com o tempo de 2h29min17. No ano passado, ela venceu a maratona nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara.

AE, Agência Estado

26 de fevereiro de 2012 | 11h16

A marca é 50 segundos mais rápida do que o índice exigido pela Confederação Brasileira de Atletismo, que é de 2h30min07. E o tempo obtido neste domingo também é o melhor da carreira de Adriana, que marcou 2h32min30 em 2010, quando ficou em sétimo lugar na Maratona de Berlim. Com o resultado deste domingo, o Brasil já tem 151 atletas garantidos na Olimpíada de Londres.

A versão feminina da Maratona de Tóquio foi vencida pela etíope Atsede Habtamu, com o tempo de 2h25min28, novo recorde da prova. Ela foi seguida pela compatriota Yeshi Esayias (2h26min00), pela queniana Helena Kirop (2h26min02), pela japonesa Eri Okubo (2h26min08) e pela russa Tatiana Arkhipova(2h26min46).

MASCULINO - O queniano Michael Kipyego ultrapassou o etíope Haile Gebrselassie a quatro quilômetros do fim para vencer a versão masculina da Maratona de Tóquio em 2h07min37. O japonês Arata Fujiwara ficou em segundo lugar, com 2h07min48, à frente do ugandense Stephen Kiprotich, que terminou em terceiro, com 2h07min50.

Gebrselassie, que terminou em quarto lugar com o tempo de 2h08min17, correu em Tóquio com o objetivo de se classificar para a Olimpíada. Sem sucesso, vai participar de outras provas nas próximas semanas para garantir presença em Londres. O suíço Viktor Rothlin, que venceu a Maratona de Tóquio em 2008 com um tempo recorde (2h07s23), concluiu a prova neste domingo em quinto lugar, com 2h08min32.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.