Harry How/ AP,
Harry How/ AP,

Brasileira herda ouro da maratona do Pan após doping  de peruana

Comitê Olímpico do Peru diz que Gladys Tejeda 'não agiu de má fé'

Estadão Conteúdo

10 de setembro de 2015 | 15h17

A Organização Desportiva Pan-Americana (Odepa) confirmou que Adriana Aparecida da Silva é a campeã da maratona dos Jogos Pan-Americanos de Toronto. A brasileira, que também venceu a prova em Guadalajara, há quatro anos, herdou o ouro que havia sido conquistado pela peruana Gladys Tejeda, depois pega em exame antidoping.

Além de Tejeda, outros cinco atletas foram oficialmente punidos pela ODEPA, perdendo seus resultados e medalhas. Todos eles, incluindo a peruana, deverão ser julgados pelas respectivas federações internacionais, a partir do Código Mundial Antidoping.

Campeã da maratona em Toronto, Tejeda caiu no doping pelo uso de furosemida. Em agosto, quando comunicou o resultado do exame, o Comitê Olímpico do Peru disse que "trata-se de um medicamento que ela mesma declarou ter consumido por prescrição médica para o tratamento de uma dor". De acordo com o órgão peruano, isso que "ela não agiu de má fé".

O caso se assemelha, pelo que descreveram os peruanos, ao doping de Geisa Arcanjo depois de a brasileira conquistar a medalha de ouro no Mundial Juvenil de 2011, no arremesso de peso. Ela caiu no doping, por substância que não melhora o rendimento esportivo, e admitiu ter consumido chá verde. Ela perdeu a medalha, mas foi apenas advertida, não precisando cumprir suspensão.

Em Toronto, também perderam seus resultados a ciclista colombiana María Luisa Calle Williams, a jogadora de vôlei porto-riquenha Sheila Ocasio Clemente, o jogador de futebol do Panamá Richard Peralta Robledo, a atleta equatoriana María Pastuña e o paratleta chileno Cristopher Guajardo. Nenhum deles ganhou medalha.

Com o ouro herdado por Adriana, o Brasil chegou a 42 medalhas de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, 39 de prata e 60 de bronze. No atletismo, a vitória na maratona soma-se à de Juliana Gomes dos Santos nos 5.000m com barreiras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.