Christophe Karaba/EFE - 26/02/2010
Christophe Karaba/EFE - 26/02/2010

Brasileira termina em 48.º no slalom, em Vancouver

'Estou muito contente porque consegui completar a prova de slalom', diz a atleta de apenas 17 anos

AE, Agencia Estado

26 de fevereiro de 2010 | 21h35

A brasileira Maya Harrisson, de apenas 17 anos, encerrou sua participação na Olimpíada de Inverno de Vancouver nesta sexta-feira com o 48.º lugar no slalom especial do esqui alpino, entre 87 competidoras.

Com o resultado, Maya se recuperou da decepção de quarta-feira, quando não conseguiu completar o trajeto, logo em sua estreia. Nesta sexta, ela resistiu à tempestade de neve que atingiu a montanha de Whistler Creekside e completou o percurso em 2m01s67, sem sofrer nenhuma queda.

"Estou muito contente porque consegui completar a prova de slalom, que é a mais técnica do programa do esqui alpino. Sei que posso melhorar meu tempo, mas estou aqui pelo Brasil, abrindo espaço para outras esquiadoras brasileiras. Isso me deixa muito feliz", afirmou Maya, que ficou em 64.º na primeira descida.

"Os Jogos Olímpicos são o sonho de todo atleta e estou muito feliz por ter completado o slalom. Toda esta experiência está sendo muito proveitosa para mim. Tenho apenas 17 anos, mas posso dizer que esta é a experiência mais bonita da minha vida. Estou crescendo muito como atleta", declarou a brasileira.

A vencedora da prova foi a alemã Maria Riesch, que faturou a medalha de ouro com o tempo total de 1min42s89. A medalha de prata ficou com a austríaca Marlies Schild, com 1min43s32, e o bronze, com a checa Sarka Zahrobska - 1min43s90.

Após encerrar sua participação nos Jogos, Maya já começou a pensar na próxima Olimpíada, em Sochi, na Rússia, em 2014. "Tenho bastante o que melhorar nos próximos anos e penso que vou fazer o meu melhor para estar em Sochi. São mais quatro anos de treinamento pesado, mas ter competido em Vancouver me dá muita motivação", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.