Brasileiras encaram pressão da Costa Rica na semifinal do futsal

Campeã das quatro primeiras edições do torneio, a seleção brasileira é uma das favoritas para chegar à decisão

Marcio Dolzan, O Estado de S. Paulo

14 de dezembro de 2014 | 08h33

Depois de vencer sem maiores sobressaltos as três partidas da primeira fase, a seleção brasileira encara a anfitriã Costa Rica buscando uma vaga à final do Torneio Mundial Feminino de Futsal. A partida está marcada para a 0h15 de segunda (horário de Brasília), quando o Brasil terá torcida contra pela primeira vez.

Campeã das quatro primeiras edições do torneio, a seleção brasileira é uma das favoritas para chegar à decisão, mas a ala Vanessa Pereira alerta para as dificuldades de enfrentar as costarriquenhas. "Elas virão motivadas e empurradas durante todo o jogo, o que pode inclusive pesar na arbitragem", disse a jogadora. "É bom jogar com a casa cheia, com o público lotando o ginásio, mas precisamos jogar bem. Espero que seja um espetáculo bacana de assistir."

Mesmo com a campanha de 100% de aproveitamento, Vanessa tem demostrado insatisfação com a arbitragem do Mundial. "Está complicado, mas são situações que tentamos deixar de lado", destacou.

A outra semifinal será disputada entre Espanha e Portugal. As espanholas, que vêm de duas goleadas na primeira fase, são as favoritas. O embate, porém, promete ser duro. Forte na marcação e com jogadoras de saída rápida ao ataque, a seleção portuguesa foi a que mais exigiu do Brasil durante a fase de classificação, quando foi derrotada por 3 a 2.

Tudo o que sabemos sobre:
futsalMundial Feminino de Futsal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.