Divulgação
Divulgação

Brasileiras Érika e Cristiane são contratadas pelo PSG

Clube busca sua primeira Liga dos Campeões feminina

Estadão Conteúdo

19 de agosto de 2015 | 11h41

Medalhistas de ouro com a seleção brasileira de futebol feminino nos Jogos Pan-Americanos, a zagueira Érika e a atacante Cristiane estão de casa nova. Nesta quarta-feira, elas foram anunciadas como reforços do Paris Saint-Germain, que busca seu primeiro título na Liga dos Campeões da modalidade.

A veterana Cristiane, de 30 anos, é ao lado de Marta o principal nome do futebol feminino do Brasil nos últimos tempos. Já atuou na Alemanha, Suécia, Rússia, Coreia do Sul e Estados Unidos, além de clubes no Brasil, como Corinthians, Santos e Centro Olímpico. Nestes dois últimos, foi companheira de Érika, que tem 27 anos e terá sua segunda experiência no exterior, já que atuou nos Estados Unidos em 2009.

"Eu estou muito feliz por me juntar a um time como o PSG, que já conta com muitas grandes jogadoras. Quando recebi a proposta do Paris, vi a oportunidade de viver uma nova aventura e ganhar troféus. Domingo fomos ao Parque dos Príncipes, foi incrível. Conheço as jogadoras do elenco por ter competido em jogos internacionais e agora estou ansiosa para jogar com elas", celebrou Érika.

Mesmo tendo mais experiência que a colega, Cristiane manifestou a mesma empolgação. "Estou muito feliz, significa muito para mim atuar por este grande time. Há muitas grande jogadoras aqui, é um grande clube. Jogando pelo Paris, queremos necessariamente vencer o Campeonato Francês e a Copa da França, enquanto a Liga dos Campeões é a maior competição. Voltei para a Europa por isso, então estou muito feliz."

As brasileiras chegam para um elenco já estrelado, que foi vice-campeão da última Liga dos Campeões, tendo caído na decisão para o Frankfurt. Com as novas contratadas, a ideia é levantar o troféu nesta temporada. "São duas grandes jogadoras. Conheço Cristiane porque a treinei quando estava na Rússia. Precisávamos de impacto no ataque. Érika é versátil, pode jogar na defesa e no meio. Tem muita qualidade técnica e ainda não atingiu todo seu potencial", avaliou o técnico do PSG, Farid Benstiti.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.