Brasileiras presenciam acidente em prova do ciclismo no Sul-Americano

Chilena Irene Aravena choca-se contra equipamento durante corrida

Nathalia Garcia, enviada especial, O Estado de S. Paulo

15 de março de 2014 | 12h05

SANTIAGO - Na última quarta-feira, um grave acidente marcou os Jogos Sul-Americanos, em Santiago, no Chile. A chilena Irene Aravena, que disputava a medalha de bronze por equipes no ciclismo de pista, chocou-se contra um partidor, equipamento usado na largada dos competidores, e sofreu graves lesões. A atleta está internada com quadro clínico estável e seu tempo de recuperação é estimado em quatro meses.

As brasileiras Gabriela Yumi e Wellyda Rodrigues estavam na prova e ficaram bastante abaladas com o ocorrido. "Nós ficamos muito chocadas, chorei muito pela situação, nós queríamos muito a medalha mas não dessa forma. E mesmo sabendo que a culpa não foi nossa, ficamos expostas perante uma arquibancada enfurecida porque as atletas envolvidas no acidente eram chilenas, então, foi uma situação extremamente chata", afirma Wellyda.

A atleta explica o que aconteceu no momento do choque. "A prova estava suspensa pela largada ter sido queimada, e como os árbitros não retiraram o partidor do meio da pista, a atleta acabou não vendo os comissários sinalizarem e se chocando. "Mas conta que não viu o acidente, pois estava do outro lado da pista e de costas para a Irene. "Assim que nós demos a volta na pista eu estava olhando para a Gabriela e de costas para o acidente, então, nós não vimos muito bem. Apenas ouvimos o barulho. Nosso técnico Emerson Silva não nos deixou vê-la de perto", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
CilcismoJogos Sul-Americanos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.