Inovafoto
Inovafoto

Brasileiro é pego no doping no UFC e suspenso por um ano

Jorge Blade é punido por uso de esteroides anabolizantes

O Estado de S. Paulo

09 de abril de 2015 | 18h47

O lutador Jorge Blade foi flagrado no exame antidoping do UFC Rio 6 por uso de anabolizante e tomou uma suspensão de um ano da Comissão Atlética Brasileira de MMA (CABMMA). Na ocasião, ele foi derrotado pelo norte-americano Christos Giagos ainda no primeiro round, por finalização. Blade, chamado Jorge Antonio de Oliveira Cezário, tem 35 anos e fez dois combates pelo UFC, perdendo ambos. Mas seu cartel no MMA é de sete vitórias e duas derrotas.

Confira o comunicado da CABMMA na íntegra:

"Um erro de comunicação foi identificado pela Comissão Executiva quando solicitados os resultados dos testes antidoping do UFC Fight Night: Maia vs LaFlare, realizados em 21 de março de 2015, devido à má interpretação do relatório parcial enviado pelo Laboratório de Analítico Olímpico (acreditado pela WADA), onde os testes foram analisados e os resultados confirmados.

Por isso, a Comissão Atlética Brasileira de MMA (CABMMA) afirma que o atleta Jorge Antonio de Oliveira Cezário testou positivo para estanozolol, um esteroide de anabolizante. Este último código de exemplo e os seus resultados foram enviados em um dia a parte do relatório inicial, que, neste caso, foi o motivo de não ser mencionado na declaração inicial da Comissão.

Todos os atletas foram testados através da urina após a chegada à arena na noite da luta para esteroides anabolizantes, drogas de abuso, estimulantes, diuréticos e outros agentes mascarantes, e seis também sendo selecionados aleatoriamente para EPO (hormônio de crescimento). Os 23 atletas restantes tiveram resultados negativos.

Sr. Jorge Antonio de Oliveira Cezário será suspenso por um período de um ano, contando a partir de 21 de março de presente ano. O atleta, seu primeiro treinador e gerente já foram informados deste resultado final."

Tudo o que sabemos sobre:
UFCMMA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.