Fernando Maia / CPB / MPIX
Fernando Maia / CPB / MPIX

Brasileiro Lauro Chaman conquista o ouro no Mundial de Paraciclismo no Rio

Após vitória em prova emocionante, paraciclista se anima para Olimpíada de Tóquio

Estadão Conteúdo

25 Março 2018 | 17h14

A torcida brasileira presente no Velódromo do Parque Olímpico, no Rio de Janeiro, teve muito o que comemorar neste domingo. Em emocionante disputa, definida apenas no "photo finish", Lauro Chaman venceu a prova de Scratch 15km C4-5 e conquistou a primeira medalha do País no Mundial de Paraciclismo de Pista 2018, disputado no Rio de Janeiro.

+ Após ser atropelado, atleta encontra redenção em uma bicicleta

+ Ciclista brasileiro obtém resultado inédito em ultramaratona de mountain bike

+ Triatleta da África do Sul sofre ataque com serrote durante treino

A competição marca o início da disputa pelas vagas nos Jogos Paralímpicos de Tóquio-2020. E Chaman fez bonito ao superar o australiano Alistair Donohoe apenas no "photo finish". Em terceiro ficou o holandês Daniel Gebru, que havia superado o brasileiro nos Jogos Paralímpicos do Rio-2016.

Paulista de Araraquara, Chaman conquistara no Rio a prata olímpica na prova de estrada e o bronze no contrarrelógio da classe C5. No ano seguinte, por sua vez, veio o grande momento de sua carreira: no Mundial de Pista de Los Angeles, foi prata na perseguição individual e bronze no contrarrelógio de 1km e no scratch 15km.

Meses depois, ele foi campeão mundial de estrada e bronze no contrarrelógio em Pietermaritzburg, na África do Sul. Agora, confirmou o bom momento com uma nova conquista - no Brasil e na frente de sua família.

"Estou muito feliz, pois a minha família veio assistir e está aqui no Velódromo. Confesso que sonhei com este momento de ganhar uma medalha com o meu filho na arquibancada. Eu sabia que a prova que teria mais chance seria o Scratch, por ser uma prova mais longa. Conseguimos fazer uma boa corrida e agradeço principalmente ao meu companheiro de equipe Soelito Gohr, que me auxiliou na estratégia traçada pelos meus treinadores. A energia era muito, muito positiva aqui. Minha maior vitória é essa: ter ganhado na frente da minha família", celebrou.

A conquista fez Chaman se entusiasmar ainda mais para os Jogos Paralímpicos de 2020. "Essa energia de hoje só me motiva cada vez mais. Rumo a Tóquio agora, porque o meu foco é conseguir uma medalha de ouro em Jogos Paralímpicos, que é o que me falta", completou.

O Mundial de Paraciclismo de Pista no Rio chega ao fim neste domingo à noite. Ainda serão disputadas medalhas nas provas de sprint B, para deficientes visuais, e sprint por equipes das classes C1-5.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.