Tarlis Schneider/ Fotojump/ Divulgação
Tarlis Schneider/ Fotojump/ Divulgação

Brasileiros buscarão quebrar recorde de rúgbi no Ibirapuera

Confederação tentará formar o 'maior scrum do mundo'

Rafael Pezzo, O Estado de S. Paulo

22 de outubro de 2015 | 18h03

O Estádio do Ibirapuera sediará, no próximo sábado, uma tentativa de quebra de recorde mundial. A ação da Confederação Brasileira de Rúgbi tentará formar o maior scrum do mundo, contando com a participação de mais de 1.600 pessoas. 

Segundo o CEO da entidade, o Agustin Danza, "mais de 1.400 pessoas confirmaram presença através do Facebook e no site do evento, outras 1.100". Quem participar do scrum no próximo dia 24 receberá uma camiseta especial do recorde.

Apesar de toda a mobilização, o dirigente argentino afirmou que a quebra do recorde não é o principal objetivo no próximo sábado. "Queremos fazer um momento divertido, onde as pessoas possam interagir, saber mais sobre o esporte. Queremos aumentar a exposição da modalidade no Brasil."

Diretor de torneios da CBRU, Bernardo Duarte lembra como a ideia sobre o "maior scrum do mundo" surgiu. "Um dia estávamos no escritório do CBRU pensando em como aumentar a exposição do rúgbi no País. Aí alguém sugeriu o recorde do maior scrum do mundo e tocamos o projeto, que pode colocar o Brasil no mapa do rúgbi internacional." 

O scrum é um lance corriqueiro nas partidas de rúgbi e serve para recolocar a bola em jogo após uma penalidade. Nas partidas que contam com 15 jogadores de cada lado, oito atletas de cada time se enfrentam abraçados. A bola é colocada no meio da formação e os jogadores lutam pela posse apenas com os pés. 

Atletas das seleções masculina e feminina do País estarão presentes no Estádio Ícaro de Castro. Quem colocará a bola em disputa no scrum será o capitão da seleção brasileira de rúgbi sobre cadeira de rodas, Alexandre Keiji. 

No último dia 30 de setembro, a CBRU lançou um site para divulgar a tentativa. O evento, programado para as 17h30, acontecerá entre as duas semifinais do campeonato brasileiro de rúgbi, o Super 8. Às 16h, o São José Rugby enfrentará o SPAC e, após a tentativa do recorde, o Curitiba RC pegará o BAND Saracens, às 19h. 

O atual recorde de maior scrum do mundo foi realizado ainda em 2015, no dia 8 de agosto, na Austrália. Na ocasião, 1.160 pessoas reproduziram em grande escala o lance. Fiscais do Guinness Book (Livro dos Recordes) estarão presentes no Ibirapuera, no sábado, para confirmarem o feito brasileiro, que não será confirmado de imediato. 

As entradas, tanto para acompanhar as semifinais do Super 8, como para assistir ou participar da tentativa do recorde são gratuitas. 

Tudo o que sabemos sobre:
rugbisuper 8cbru

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.