Washington Alves/Divulgação
Washington Alves/Divulgação

Brasileiros do decatlo ficam perto de medalha e da vaga na Olimpíada

Felipe Vinícius e Luiz Alberto estão próximos de dobradinha no pódio

Estadão Conteúdo

23 de julho de 2015 | 16h06

Felipe Vinicius dos Santos e Luiz Alberto de Araújo têm tudo para fazerem a primeira dobradinha brasileira no pódio das provas de atletismo dos Jogos Pan-Americanos de Toronto, nesta quinta-feira à noite, no decatlo. Após a realização de oito das 10 provas da disputa que aponta o atleta mais completo, os dois brigam entre eles pela segunda posição, com grandes possibilidades de fazerem índice olímpico e mundial.

Luiz Alberto, de 28 anos, está em terceiro, com 6.814 pontos. À noite, serão realizadas mais duas provas: o lançamento do dardo e os 1.500 metros. Se o brasileiro repetir seus melhores resultados do ano nessas duas provas, chega a 8.179 pontos. Numa projeção considerando o melhor dele na carreira, alcançaria 8.251 pontos.

De qualquer forma, dá e sobra para Luiz Alberto alcançar o índice para o Mundial (8.075 pontos) e para os Jogos Olímpicos do Rio (8.100 pontos). A medalha de ouro é quase impossível, porque o canadense Damian Warner soma 7.118 pontos, quase 300 a mais do que ele.

Já Felipe Vinicius dos Santos, que na semana que vem completa 21 anos, está fazendo a melhor prova da carreira, por enquanto vem em segundo. O jovem fechou a manhã 18 pontos à frente de Luiz Alberto, mas não costuma ir tão bem nas últimas duas provas do decatlo. A projeção repetindo o melhor resultado do ano aponta que ele pode alcançar exatos 8.100 pontos. Se repetir o melhor da carreira, iria a 8.229.

200 METROS

Também na manhã desta quinta-feira foram disputadas a fase de classificação dos 200m no masculino e no feminino. Entre as mulheres, Ana Cláudia Lemos sentiu lesão, abandonou a prova e não corre mais o Pan. Com prazo de recuperação de quatro a seis semanas, também está fora do Mundial de Pequim, daqui a exato um mês. Vitória Rosa, de apenas 19 anos, avançou à semifinal.

Entre os homens, os dois brasileiros avançaram para correr a semifinal à noite. Bruno Lins com 20s41 (ratificando índice olímpico) e Aldemir Gomes, com 20s54. O canadense Andre de Grasse, estrela do atletismo canadense e vencer dos 100m, fez a melhor marca da manhã.

Tudo o que sabemos sobre:
Jogos Pan-Americanosatletismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.