Brasileiros começam bem no Pré-Olímpico

Os pugilistas brasileiros começaram bem a luta por uma vaga nos Jogos Olímpicos de Atenas. No primeiro dia do Pré-Olímpico de Boxe, disputado no Centro de Convenções Riocentro, no Rio, o paraense Mike Carvalho, de 20 anos, derrotou o canadense Antonin Decarie, por 21 a 9, e ficou a uma vitória de se classificar na categoria até 60kg - enfrenta o mexicano Francisco Vargas no sábado.Já o baiano Marcos André venceu o costa-riquenho Juan Zuniga, por 28 a 6, e ficou a duas lutas da vaga na categoria até 69kg. Ele volta a lutar nesta quarta-feira, contra o venezuelano Jean Prada. E o paraense Glaucélio Abreu superou o atleta das Ilhas Virgens, Edward Joseph, por 28 a 10. Mas o brasileiro ainda vai precisar de três lutas para obter a vaga em Atenas."É uma responsabilidade muito grande disputar este Pré-Olimpíco. A luta foi boa e consegui derrotar um adversário que havia me vencido em Porto Rico, em 2002", disse Mike Carvalho, atual campeão brasileiro. "Tinha perdido no torneio qualificatório do México, em março, e estava preocupado. Mas agora estou bem confiante."Marcos André, por sua vez, afirmou que sua luta foi tranqüila e que somente sentiu um pouco de cansaço porque havia exagerado no café da manhã.O diretor-técnico da equipe brasileira, o cubano Francisco Garcia, disse acreditar que o Brasil tem condições de superar a marca de atletas classificados nas duas últimas olimpíadas (Atlanta-96 e Sydney-2000). "O máximo que conseguimos foram seis vagas. Temos dez pugilistas lutando nesta competição e esperamos superar esta marca", avisou.Mas para o técnico Luís Dória, o objetivo é classificar todos os 10 brasileiros. "Reconheço que é complicado. Porém, é a nossa última tentativa de chegar em Atenas", revelou.Luís Dória aproveitou a ocasião para criticar novamente o seu ex-pupilo, o campeão dos profissionais Acelino Popó Freitas. Segundo ele, houve uma traição do pugilista, que o trocou por um técnico americano há cerca de um ano e meio. "Cuidei dele desde os 14 anos como se fosse um filho. Infelizmente, o dinheiro falou mais alto."O Pré-Olímpico segue nesta quarta-feira com a presença dos brasileiros Uelton de Oliveira, na categoria até 48kg, Edelson Silva, na categoria até 54kg, e Fabiano Astorino, nos lutadores com mais de 91kg, além de Marcos André, que volta ao ringue entre os pugilistas até 69kg. A competição vai até domingo, quando serão disputadas as finais.Curiosidade - Ao contrário do futebol, o boxe amador do Brasil não está concentrado no eixo Rio-São Paulo. Dos dez lutadores que participam do Pré-Olímpico, quatro são da Bahia, quatro do Pará e somente dois são paulistas. "A estrutura está no Rio de Janeiro e em São Paulo. Porém, o material humano está no Norte e no Nordeste", afirmou Luís Dória.Nos últimos anos, a Bahia teve sete campeões brasileiros e ainda revelou Popó. Já o Pará trouxe James Dean Pereira, medalha de bronze nos Jogos Pan Americanos de Santo Domingo, em 2003, na categoria até 51kg. E a academia de Belém, que faz um excelente trabalho com os pugilistas, pertence a Ulisses Pereira, outro técnico de Popó.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.