Brasileiros começam mal no Mundial de Vela

O Brasil não começou bem a disputa do Mundial de Vela, em Cádiz, na Espanha, classificatório para a Olimpíada de Atenas, em 2004. Após as duas primeiras regatas da classe Europa, disputadas nesta sexta-feira, Roberta Borges conseguiu apenas o 75º lugar (75 pontos perdidos), enquanto Paola Sass foi a 113ª (111), entre 116 velejadoras. A norueguesa Siren Sundby e a finlandesa Sari Multala dividem a liderança da classificação geral (2) e a terceira é a alemã Christianne Petzke (7).As brasileiras tentarão melhorar sua posição sábado e domingo, nas quatro regatas que faltam para o fim da fase classificatória. Na classe Europa estão em jogo 11 vagas para Atenas.Neste sábado também haverá atividade nas classes Mistral (Ricardo Winnick e Carolina Borges) e Star (Alan Adler/Ricardo Ermel, Torben Grael/Marcelo Ferreira e Alessandro Pascolato/Ronald Seifert), com a medição das embarcações. O Brasil já tem vaga olímpica na Star e na Mistral masculina.Enquanto isso, o hexacampeão mundial da classe Laser, Robert Scheidt, aproveita o tempo para treinar - para ele, a disputa só começa na quinta-feira. "Nos últimos três dias, velejei bastante na raia do Mundial e encontrei ventos bem variados. Agora, vou dosar o ritmo e aguardar o início do campeonato", contou. O Brasil também já tem a vaga olímpica na Laser.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.