Marwan Naamani/AFP
Marwan Naamani/AFP

Brasileiros destacam partida equilibrada contra Espanha

Derrota para os atuais campeões é vista de maneira honrosa; seleção precisa ganhar pelo menos dois jogos para se classificar

VÍTOR MARQUES - Enviado especial a Doha, O Estado de S. Paulo

17 de janeiro de 2015 | 15h21

O Brasil perdeu para a seleção campeã do mundo, mas deixou uma boa impressão ao final do jogo no ginásio Duhail Sports Hall, em Doha. Segundo os jogadores da seleção brasileira de handebol, a derrota por apenas dois gols para a Espanha (29 a 27) mostrou que a equipe ainda pode sonhar com uma classificação às oitavas de final no Mundial do Catar.

"Jogamos de igual para igual contra a campeã do mundo. Muitos criticaram a gente pela derrota na estreia para o Catar, mas mostramos que temos condição de passar de fase", disse o goleiro Cesar de Almeida, o Bombom, um dos destaques do Brasil na partida.

"Agora teremos três finais. Tem gente que pensa que estamos desclassificados, mas só depende da gente. Os dois jogos mais complicados já passaram. Esse jogo contra a Espanha pode mostrar que podemos ir mais longe", afirmou Bombom.

O Brasil volta a jogar pelo Mundial nesta segunda-feira contra a Bielo-Rússia, que também perdeu seus dois primeiros jogos. Os outros rivais da seleção brasileira pelo grupo A são a Eslovênia e o Chile. Se vencer seus últimos três jogos, o Brasil avança às oitavas de final. Caso ganhe dois, dependerá de outros resultados.

"Nos próximos jogos, é ganhar ou ganhar. Vamos buscar a vitória que estamos devendo para nossa torcida. Mostramos que temos capacidade para vencer os outros jogos", disse o ponta esquerda Borges.

*O repórter viajou ao Mundial a convite da Federação Internacional de Handebol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.