Brasileiros ficam em quinto no Grand Slam de Judô

A delegação brasileira terminou sem medalhas o primeiro dia de disputas do Grand Slam de Moscou de judô. Os três atletas do País a entrarem no tatame terminaram o torneio na quinta posição em suas categorias. Felipe Kitadai (60kg), Leandro Cunha (66kg) e Sarah Menezes (48kg) caíram nas semifinais.

AE, Agência Estado

28 de maio de 2011 | 17h59

O Grand Slam é terceira categoria de torneios mais importantes do ranking mundial, que classifica 22 homens e 14 mulheres por categoria para os Jogos Olímpicos de Londres. O título de uma das quatro etapas (Paris, Moscou, Rio e Tóquio) vale 300 pontos. O Masters vale 400 e o Mundial 500.

Cada um dos três brasileiros somou 60 pontos no ranking. Atualmente em 13.º, Kitadai deve subir uma posição na sua categoria. Ele perdeu nas semifinais para o usbeque Rishod Sobirov, líder do ranking mundial, apenas no golden score.

"Trouxemos ele até aqui porque acreditávamos que seria capaz de fazer uma boa competição. O Felipe caminhou bem numa chave difícil, quase ganhou de um atleta imbatível, e mostrou que tem muito o que crescer", ressaltou o técnico Luiz Shinohara.

Leandro Cunha é o sétimo no ranking até 66kg e deve manter esta posição. Ele perdeu nas semifinais para o sul-coreano Jun-Ho Cho. Já Sarah Menezes, quarta colocada em seu peso - é a melhor brasileira -, manterá o posto. Ele caiu frente a Nataliya Kondratueva, atleta da casa, por decisão dos árbitros.

"Eu lutei bem, estava calma e, ao mesmo tempo, agressiva nas lutas. Só que na disputa com a russa eu perdi a noção do tempo no golden score e, quando percebi, a decisão estava nas mãos dos árbitros. Em Moscou, vencer uma russa na bandeira é complicado", lamentou Sarah Menezes.

No domingo, mais quatro brasileiros competem: Mayra Aguiar (78kg), Hugo Pessanha (90kg), Daniel Hernandes (+100kg) e Rafael Silva (+100kg). Leandro Guilheiro também participaria do torneio em Moscou, mas foi vetado ao sofrer uma lesão no dia antes da viagem.

Tudo o que sabemos sobre:
judôGrand Slam de judô

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.