Brasileiros mantêm vice-liderança no Mundial de Star

Os velejadores brasileiros Alan Adler e Guilherme de Almeida mantiveram a vice-liderança no Mundial da classe Star, após terem conseguido a 11ª colocação na terceira regata da competição, disputada nesta segunda-feira, no Rio. A vitória do dia foi dos franceses Xavier Rohart e Pierre Ponsot, mas a liderança na classificação geral está com os ingleses Iain Percy e Andrew Simpson.

AE, Agencia Estado

18 de janeiro de 2010 | 19h51

A regata desta segunda-feira - a terceira das seis previstas no Mundial - foi disputada sob ventos fracos, oscilando entre 5 e 6 nós (9,2 km/h a 11,1 km/h). Melhor para Xavier Rohart e Pierre Ponsot, que dominaram a disputa desde a largada e ficaram em primeiro lugar, passando para a 26ª colocação na classificação geral. Enquanto isso, Iain Percy e Andrew Simpson assumiram a liderança do Mundial após terminarem o dia na segunda posição.

O dia não foi bom para os velejadores brasileiros que estavam entre os principais favoritos ao título do Mundial de Star. Robert Scheidt e Bruno Prada, por exemplo, conseguiram apenas o 50º lugar na terceira regata, o que os derrubou da sétima para a 23ª posição na classificação geral.

"Largamos muito mal. Tivemos chance de nos recuperar, mas não fizemos escolhas corretas", reconheceu Scheidt, que já foi campeão mundial da classe Star com Bruno Prada em 2007. "Precisamos arriscar mais nas largadas e ser mais agressivos. Ainda temos três regatas no Mundial, mas temos de fazer regatas boas."

Para outra dupla brasileira que já foi campeã mundial da Star, o dia também não foi bom. Torben Grael e Marcelo Ferreira conseguiram apenas a 21ª posição nesta segunda-feira, o que os deixou em 12º lugar na classificação geral do campeonato.

Tudo o que sabemos sobre:
velaMundial de Star

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.