Brasileiros melhoram na classificação geral das motos

Jean Azevedo, Sylvio Barros e Carlos Ambrósio fizeram uma boa prova nesta segunda-feira e melhoram seus tempos na classificação geral da categoria motos do Rally Dakar.Na especial, eles marcaram o 8.º, 75.º e 84.º lugares, respectivamente. Só Dimas Mattos não seguiu os bons resultados dos companheiros: terminou a especial na 74.ª colocação, contra a 58.ª de domingo e perdeu 11 posições na classificação geral, ocupando agora o 55.º lugar.Apesar de Jean figurar entre os top 10, foi Ambrósio quem conquistou mais posições. No total ganhou 56 postos na classificação geral e ocupa agora o 109.º lugar. Sylvio também ganhou posições, passando da 86.ª colocação para a 73.ª. A especial desta segunda-feira foi a primeira no continente africano e teve um percurso de 252 quilômetros. Somado aos deslocamentos, os pilotos percorreram 648 quilômetros.Quem venceu a especial foi o espanhol Marc Coma, atual campeão, com o tempo de 3h07min39seg. Em segundo ficou o norte-americano Chris Blais, a apenas 56 centésimos do espanhol. Em terceiro ficou o também espanhol Isidre Esteve Pujol. Vencedor da especial de domingo, o português Ruben Faria teve problemas em sua moto, parou e acabou recolhido pelo ?caminhão-vassoura?, que passa tirando competidores com problemas da trilha.Outro que teve problemas foi o francês Cyril Despres. O piloto estava entre os líderes mas teve problemas na caixa de transmissão de sua moto no trecho final da especial, terminando na 21.ª posição. Assim que chegou ao fim da especial, o francês declarou confiante: "ainda tenho uma prova para ganhar", e saiu para o deslocamento de 192 quilômetros - só com a primeira marcha funcionando.Classificação geral das motos após três especiais:1.º) Isidre Esteve Pujol (ESP) - 5h42min12seg 2.º) Marc Coma (ESP) - 5h42min38seg 3.º) David Casteu (FRA) - 5h43min15seg 10.º) Jean Azevedo (BRA) - 5h59min49seg 55.º) Dimas Mattos (BRA) - 6h55min27seg 73.º) Sylvio Barros (BRA) - 7h13min 109.º) Carlos Ambrósio (BRA) - 7h52min49seg

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.