Brasileiros miram final no salto com vara no Mundial

País estará representado por Augusto Dutra, Thiago Braz e João Gabriel Souza Santos

AE, Agência Estado

08 de agosto de 2013 | 18h17

MOSCOU - O Mundial de Atletismo começa na madrugada deste sábado pelo horário de Brasília e o Brasil já inicia a competição numa das suas provas mais fortes: o salto com vara masculino. Quatro atletas fizeram índice, mas Fábio Gomes rompeu o tendão de Aquiles e não foi para Moscou.

Assim, o País estará representado por Augusto Dutra, Thiago Braz e João Gabriel Souza Santos. Os dois primeiros têm grandes chances de avançar à final, uma vez que a marca de corte é 5,70m, altura que os dois já ultrapassaram na temporada - Augusto é sétimo e Thiago o quinto do ranking. Caso menos do que 12 atletas cheguem a 5,70m, o corte também diminui.

"São 40 atletas e só 12 vão para a final", alerta o técnico Elson Miranda. "A coisa mais importante para os dois é estar na final. Daí, vão para a competição", destacou o treinador de Thiago e Augusto no equipe da BM&F Bovespa. João Gabriel também já fez parte do time de Elson, mas rompeu em 2009, quando foi pego no doping. Atualmente está no Pinheiros.

A qualificação da prova, no Estádio de Moscou, será às 3h15 (horário de Brasília) na madrugada de sábado. As finais terão início às 10h15. O grande favorito é o francês Renaud Lavillenie, campeão olímpico e líder do ranking, com 6,02 m.

DECATLO

Outro brasileiro que compete com boas esperanças é Carlos Chinin. Recuperado de uma lesão que o afastou das competições por quase um ano, ele chega a Moscou com a terceira melhor marca do ranking mundial. O decatlo começa às 2h35 de Brasília.

Ele nega favoritismo. "Quem tem de se preocupar com resultado é o campeão mundial, os atletas que brigaram por medalha na última Olimpíada. A intenção é melhorar minha marca e, se eu melhorar, posso dar um sustinho neles", diz Chinin.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoMundial de AtletismoRio 2016

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.