Brasileiros na elite do atletismo mundial

Jadel Gregório, do salto triplo, e Elisângela Adriano, do arremesso de peso, representam o Brasil na primeira edição da Final Mundial do Atletismo, a WAF, que até o ano passado era a final do Grand Prix - o circuito internacional promovido pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (Iaaf). Apenas os oito melhores do ranking mundial em cada prova participam dessa competição, sábado e domingo, em Mônaco.Sem parar desde agosto, quando participou dos Jogos Pan-Americanos de São Domingos e do Mundial de Paris, Jadel chega embalado para a última competição da temporada. Seu técnico Nélio Moura está otimista: "O Jadel está treinando desde o Mundial, quando ficou em quarto lugar. É muito difícil conseguir classificação para essa Final Mundial, com apenas os oito melhores da temporada."O brasileiro está em quarto lugar no ranking da Iaaf no salto triplo, com 1.298 pontos - o líder é o sueco Christian Olsson, com 1.396, seguido do britânico Jonathan Edwards (recordista mundial com 18,29 m, marca de 1995), que soma 1.327.Nélio garante que Jadel não ficou ansioso na competição de Mônaco. "Ele passa por um ótimo momento. Por isso chegará para competir com muita tranqüilidade. No ano passado, quando ainda era chamada de final do GP, ele ficou em quarto lugar. O Brasil havia sido representado por ele e pela Maurren Higa Maggi, que foi a campeã do salto em distância", lembrou o treinador.Arremesso de peso - A outra representante brasileira, Elisângela Adriano, viajou apenas na quinta-feira. Ela está empatada com a polonesa Krystyna Zabawska, com 1.145 pontos, no oitavo lugar do ranking - a russa Irina Korzhanenko é a líder, com 1.275.João Paulo Alves da Cunha, treinador de Elisângela, espera que a atleta se apresente melhor do que no Mundial de Paris. "Lá, ela ficou na nona posição, um pouco abaixo do que prevíamos", disse o técncio, que ressaltou a boa participação nos Jogos Pan-Americanos de São Domingos: "A Elisângela ficou em segundo no peso e quinto no lançamento do disco lá na República Dominicana. Achamos que pode surpreender, embora saibamos também que essa última competição da temporada é dura, com apenas as nove melhores do mundo."Depois desse torneio, Elisângela disputa os Jogos Abertos do Interior, representando São Caetano. Em seguida, encerra a temporada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.