Brasileiros são eliminados em semifinais do atletismo

Representantes do Brasil no atletismo, Fabiano Peçanha e Evelyn dos Santos foram eliminados em suas semifinais nesta terça-feira, no Estádio Olímpico de Londres. O primeiro ficou fora da final dos 800 metros, enquanto a brasileira não conseguiu chegar à decisão dos 200 metros.

AE, Agência Estado

07 de agosto de 2012 | 17h10

Peçanha foi apenas o sétimo e último colocado de sua série, com o tempo de 1min46s29. Acabou na 19ª colocação - apenas os oito primeiros avançaram à final. O mais rápido das semifinais foi o etíope Mohammed Aman, com 1min44s34. "Sinceramente, achei que poderia me classificar por posição", comentou o brasileiro, em entrevista à Sportv.

O corredor atribui a fraca colocação à dificuldade de entrar no bloco principal, que percorreu o trajeto na parte mais interna da pista. "Fiquei na raia de fora, não tive como evitar o caixote. Tentei. Mas acabaram me fechando rapidamente", lamentou.

"O meu forte sempre foi ter uma boa noção de ritmo. Mas eles acabaram não me permitindo usar essa parte forte, porque eu fiquei preso no caixote. Acabei correndo na parte de fora, o que me dá quatro ou cinco metros a mais na curva", explicou. "Talvez pudesse chegar mais à frente, talvez em 4º. Aí poderia pensar na vaga [na final]. Infelizmente não foi possível".

Nos 200 metros, Evelyn dos Santos obteve a melhor marca de sua carreira, com 22s82. Mas não conseguiu obter a vaga na decisão. Ela foi a sétima colocada de sua série e a 15ª geral. A mais rápida das semifinais foi a norte-americana Sanya Richards-Ross, com 22s30.

"Estou feliz demais. Hoje eu fiz a melhor marca da minha vida. Já a vaga na final eu sabia que ia ser difícil. Eu teria que correr abaixo de 22s50", afirmou a corredora, sem desanimar diante da eliminação.

Evelyn dos Santos ainda vai participar do revezamento brasileiro 4x100 metros, cujas eliminatórias serão disputadas na quinta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
OlimpíadaatletismoFabiano Peçanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.