Brasileiros são eliminados nas oitavas do vôlei de praia nos EUA

O Brasil já está eliminado da chave masculina do Grand Slam de St. Petersburg (EUA), etapa do Circuito Mundial de Vôlei de Praia. As três duplas brasileiras que avançaram da chave de grupos perderam seus jogos nas oitavas de final e deram adeus à competição antes de chegarem às quartas. É o pior desempenho desde o início da corrida olímpica.

Estadão Conteúdo

19 de junho de 2015 | 21h10

Ricardo/Emanuel e Alison/Bruno Schmidt tinham inclusive avançado de forma invicta da fase de grupos. Nesta sexta, os veteranos perderam para Herrera/Gavira (Espanha), por 2 a 0, com parciais de 21/15 e 21/18, em apenas 41 minutos de partida. Alison e Bruno fizeram jogo de 1h12min contra Doppler/Horst, da Áustria, mas foram derrotados com parciais de 21/23, 21/19 e 15/13.

Campeões em Stavanger (Noruega) na semana passada, Evandro e Pedro Solberg se recuperaram de uma campanha ruim (duas derrotas e uma vitória) na fase de grupos avançando na repescagem. No primeiro jogo do dia, os cariocas venceram Losiak/Kantor, da Polônia, por duplo 21/19. Depois, voltaram à quadra e perderam de Lucena/Brunner, dos EUA, com duplo 21/18.

Se o resultado ruim tem um lado bom é que os brasileiros ganham um dia a mais de descanso antes do Mundial, que começa no sábado da semana que vem. Curiosamente, tanto Alison/Bruno quanto Ricardo/Emanuel encontram seus algozes de St. Petersburg já na fase de grupos.

Para a corrida olímpica, a eliminação dos três times nas oitavas de final deixa inalterado o ranking após a disputa de quatro dos nove torneios válidos para a contagem (o Mundial não faz parte dessa lista). Evandro/Pedro lidera com 2.360, Ricardo/Emanuel soma 1.800 e Alison/Bruno tem 1.520.

FEMININO - As partidas da terceira rodada da fase de grupos da chave feminina estavam sendo realizadas quando uma tempestade de raios obrigou a paralisação dos jogos pela segunda vez no dia. Pela manhã, o complexo de quadras já havia sido evacuado, paralisando a programação por três horas.

No intervalo entre as duas tempestades, Talita e Larissa mantiveram a campanha 100% vencendo Wang/Yue, da China, por 2 a 0 (28/26 e 21/19), avançando direto às oitavas de final. Ágatha e Bárbara Seixas também seguem invictas depois de ganharem de Holtwick/Semmler (Alemanha) por 2 a 0, com parciais de 21/17 e 21/15.

Lili e Carol Horta também conseguiram jogar e venceram Carico/Dicello, dos EUA, por 2 a 1 (21/18, 17/21 e 15/12). Com o resultado, terminaram o Grupo F em terceiro e avançaram à repescagem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.