Brasileiros vão mal na Super Copa do Mundo de judô

Foi primeiro teste da equipe que vai à Olimpíada e nenhuma medalha foi conquistada pelo time brasileiro

Jornal da Tarde

10 de fevereiro de 2008 | 21h08

O meio-pesado Luciano Correa foi o melhor brasileiro neste domingo na discreta participação do País na Super Copa do Mundo de Judô, em Paris. A competição vale como primeiro evento do calendário para formação da equipe que irá à Olimpíada de Pequim. O Brasil encerrou o campeonato da França em décimo lugar e sem nenhuma medalha. Correa, campeão mundial de sua categoria no ano passado, terminou em sétimo lugar, vencendo dois dos quatro combates. Na estréia, ele foi derrotado por ippon pelo mongol NaidanTuvshin Bayar. Na repescagem, o meio-pesado reagiu e conseguiu dois yuko sobre o romeno Daniel Barata e o alemão Dimitri Peters. Porém, foi derrotado pelo cazaque Askhat Zhitkeyev.Outra esperança de medalha na competição, João Gabriel Schlitter, terminou em nono lugar entre os pesados. Medalha de bronze no último Mundial, o judoca venceu por ippon o húngaro Gergo Urban e o russo Dmitry Sterkhov. Foi derrotado pelo francês Teddy Riner. E, na repescagem, caiu diante do italiano Paolo Bianchesi. Já o meio-médio Flávio Canto perdeu na estréia para o russo Sirazhudin Magomedov.Entre as mulheres, o Brasil foi representado ontem por Maria Portela (médio), Claudirene Cezar (meio-pesado) e Aline Puglia (pesado). Todas foram derrotadas na fase inicial. O próximo desafio da equipe masculina será na Copa do Mundo de Viena, nos dias 16 e 17, e o time feminino estará na Copa do Mundo de Budapeste, na Hungria, nas mesmas datas.

Tudo o que sabemos sobre:
judôSuper Copa do Mundo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.