Divulgação
Divulgação

Brasileiros vão à 1ª final por equipes no Mundial de Tiro com Arco

Entre os 16 classificados, time bronze no Pan fica na 12ª posição

Estadão Conteúdo

27 de julho de 2015 | 19h13

Depois de ter conquistado a medalha de bronze do tiro com arco dos Jogos Pan-Americanos de Toronto, a equipe brasileira formada por Marcus Vinícius D'Almeida, Daniel Rezende e Bernardo Oliveira voltaram a fazer bonito nesta segunda-feira, em Copenhague, na Dinamarca, onde conquistaram um feito inédito para o País na modalidade.

Eles estrearam no Mundial garantindo uma vaga na fase final por equipes da disputa do arco recurvo ao terminarem o primeiro estágio da competição no 12º lugar. Os 16 primeiros colocados avançam para a fase de confrontos diretos, para a qual o Brasil nunca havia avançado.

O time brasileiro somou um total de 1.922 pontos para ficar em 12º lugar, enquanto a Coreia do Sul, melhor equipe da fase de classificação, contabilizou 1.968. Na próxima fase, por sua vez, serão definidos os oito times que irão às quartas de final e consequentemente vão assegurar um lugar nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio.

O Brasil, como país-sede, já tem um lugar assegurado na disputa por equipes da Olimpíada. Com isso, caso avance às quartas de final do Mundial em nova disputa marcada para esta terça-feira, irá abrir uma vaga para uma equipe eliminada nas oitavas de final. Nas oitavas, os brasileiros travarão um confronto com a Austrália.

"O dia de hoje dá para escrever um livro. Conseguimos classificar a equipe entre as 16 que vão disputar a vaga olímpica, um feito inédito para o Brasil", ressaltou Marcus Vinícius, por meio de uma publicação no Instagram.

DISPUTA INDIVIDUAL

Já na disputa individual do arco recurvo, Marcus Vinícius D'Almeida, atual número 8 do ranking mundial, se classificou para a etapa eliminatória do campeonato com a 12ª melhor pontuação (655), depois de ter chegado a liderar a disputa desta segunda. Outros brasileiros nesta prova, Daniel Xavier ficou em 54º, com 637 pontos, e Bernardo Oliveira foi o 77º, com 630.

No arco recurvo feminino, por sua vez, Larissa Feitosa foi a melhor arqueira brasileira, terminando com 621 pontos na 69ª posição. Já Sarah Nikitin ficou em 91º lugar, com 608, e Ane Marcelle dos Santos foi a 97ª, com 605.

Também nesta segunda-feira foi disputada a etapa classificatória do arco composto, prova em que Marcelo Roriz Jr. foi o melhor do Brasil ao contabilizar 671 pontos e ficar em 55º. Já Roberval dos Santos foi o 81º, com 662 pontos, e Cláudio Contrucci terminou em 105º (639). Entre as mulheres, Larissa Oliveira foi a 75ª colocada, com 646 pontos, Gisele Meleti acabou como a 87ª (637) e Nely Acquesta foi a 90ª (635).


Tudo o que sabemos sobre:
tiro com arcoMundialBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.