Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Brasileiros vibram com disputa do Mundial de Skate Park em São Paulo

Torneio será disputado no Parque Estadual Cândido Portinari e garante ao campeão 80 mil pontos na corrida olímpica

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

07 de junho de 2019 | 04h34

O Mundial de Skate Park, que garante 80 mil pontos ao campeão na corrida olímpica para os Jogos de Tóquio, será realizado em São Paulo. O evento foi anunciado oficialmente ontem, no Palácio dos Bandeirantes, em cerimônia que contou com a presença de autoridades, patrocinadores e atletas da modalidade que fará sua estreia no programa olímpico em 2020.

“É muito importante ter essa competição aqui, por se tratar da etapa que tem o maior número de pontos dentro do circuito. É uma oportunidade única para a gente. É gratificante porque isso é um apoio extra para toda comunidade do skate brasileiro e um incentivo para as próximas gerações”, disse Murilo Peres, um dos cotados para representar o País no Japão.

Ele acha que a força da torcida pode fazer a diferença para os brasileiros. “Ter a energia deles por perto é um negócio que nos faz sentir mais poderosos. A gente não sobe no skate apenas com nossas pernas, a gente sobe com todos brasileiros que estão ali vibrando. Diferentemente do tênis, o skate é movido ao barulho, à energia da galera que está em volta.”

Outro talento nacional para os Jogos de Tóquio é Yndiara Asp. “Eu fico muito feliz desse evento acontecer no Brasil. As competições aqui são as mais marcantes, as arquibancadas lotam, o público transmite energia e isso é muito bom porque dá mais animação para o campeonato. Quem ficar no pódio deve conseguir a vaga para a Olimpíada, é um evento de muito importante”, comentou.

Só para se ter uma ideia, o campeão mundial acumula 80 mil pontos e o vice 64 mil. Um vencedor de uma etapa do Pro Tour ganha 60 mil enquanto o melhor atleta em etapas 5 estrelas ganham 40 mil. Ou seja, o Mundial de Skate Park, que será realizado no Parque Estadual Cândido Portinari, será uma oportunidade única para carimbar o passaporte para o Japão.

O investimento para receber o Mundial de Park está entre US$ 2 milhões (R$ 7,7 milhões) e US$ 3 milhões (R$ 11,6 milhões e será bancado com recursos privados, segundo os organizadores. Para o governador João Dória, o Mundial tem tudo para popularizar ainda mais o skate. “São Paulo tem o maior número de skatistas e de pista homologadas. Esse evento vai impulsionar quem está chegando e vai ajudar outros municípios para implantarem mais pistas. Vejo como um grande impulso ao esporte”, disse.

Tudo o que sabemos sobre:
Olimpíada 2020 Tóquioskate

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.