Briatore, quatro títulos e muitas acusações

A primeira corrida a que Flavio Briatore assistiu foi em 1989, logo em seguida a Luciano Benetton, proprietário da equipe Benetton, tirá-lo da gerência de marketing da empresa de roupas nos Estados Unidos para liderar seu time de Fórmula 1. Nestes 20 anos no Mundial, Briatore, 59 anos, italiano de Cúneo, Piemonte, acumulou sucessos, como os títulos com a Benetton e Michael Schumacher, em 1994 e 1995, e com Fernando Alonso, na Renault, em 2005 e 2006, e muitas acusações sérias de envolvimento em falcatruas.

Livio Oricchio, O Estadao de S.Paulo

11 de setembro de 2009 | 00h00

O recente episódio do GP de Cingapura de 2008 é apenas mais um deles. Em 1994, Schumacher, seu piloto, deliberadamente bateu na Williams de Damon Hill, na etapa de encerramento da temporada, na Austrália, para conquistar o campeonato. Naquele mesmo ano, a própria FIA reconheceu não ter como controlar se o carro da Benetton possuía ou não o decisivo controle de tração. Sabe-se que mascarava o recurso. Briatore autorizou, ainda, a retirada de um filtro do sistema de reabastecimento de combustível, fornecido por empresa contratada pela FIA.

Briatore liderou greve contra Max Mosley no GP da Espanha, após a morte de Ayrton Senna, por não concordar com as mudanças introduzidas nos carros, a fim de aumentar a segurança. Acabou perseguido por Mosley. Agora, o dirigente parece que vai finalmente pegá-lo no dia 21, em Paris. As evidências de sua ação no acidente causado por Nelsinho Piquet em Cingapura são grandes.

A própria história da F-1 apresenta outros casos de tentativas de trapaça. Ainda neste ano, Lewis Hamilton, da McLaren, mentiu para os comissários do GP da Austrália ao afirmar que não deixou Jarno Trulli ultrapassá-lo com a presença do safety car na pista. As conversas por rádio com a equipe provaram o contrário. A mesma McLaren envolveu-se em sério escândalo de espionagem em 2007.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.