Briscoe lidera 1.º treino livre da Indy em São Paulo

Sem os problemas de aderência que marcaram as atividades iniciais de 2010 da Fórmula Indy no circuito de rua do Anhembi, a primeira sessão de treino livre da etapa de São Paulo de 2011 foi liderada pelo australiano Ryan Briscoe, da Penske, que registrou a melhor volta da atividade, com o tempo de 1min25s107, nesta manhã de sábado.

LEANDRO SILVEIRA, Agência Estado

30 de abril de 2011 | 10h13

Com bom ritmo de treino, a Penske também a faturou a segunda colocação, com o australiano Will Power (1min25s142). O norte-americano Ryan Hunter-Reay, da equipe Andretti, ficou em terceiro lugar com o tempo de 1min25s204.

O brasileiro Hélio Castroneves, da Penske, terminou a sessão em quarto lugar, com 1min25s231. Ele foi seguido pelo inglês Justin Wilson, pelo escocês Dario Franchitti e pelo neozelandês Scott Dixon. O brasileiro Tony Kanaan ficou em oitavo, apesar da demora para entrar na pista por conta de um problema no freio, à frente do venezuelano E.J. Viso e do norte-americano Graham Rahal, que completaram a lista dos dez primeiros colocados.

Os outros pilotos brasileiros tiveram desempenho discreto. Raphael Mattos registrou o 11º melhor tempo (1min25s749) e Vitor Meira ficou apenas em 23º lugar (1min26s535). Já Bia Figueiredo terminou na 25ª colocação, à frente apenas da suíça Simona de Silvestro, que não conseguiu completar voltas.

O melhor tempo da sessão confirmou a previsão dos pilotos de que os tempos de 2011 em São Paulo seriam mais rápidos do que os do ano passado, quando a pole foi conquistada por Franchitti, com 1min27s6841. Só Bia Figueiredo não foi mais rápida do que este tempo nesta sessão de treinos livres.

Nos primeiros 30 minutos, apenas os pilotos estreantes e os que não estão nas primeiras dez colocações na classificação do campeonato entraram na pista. Esta parte foi dominada por Hunter-Reay, que terminou a etapa de 2010 da São Paulo da Fórmula Indy em segundo lugar.

Depois, todos os pilotos foram liberados para participar da primeira sessão de treinos. Logo no início, Simona de Silvestro provocou a primeira bandeira amarela do fim de semana. A piloto da HVM Racing, com problemas mecânicos, ficou parada na reta da Marginal do Rio Tietê na sua primeira volta. A atividade ficou sob bandeira amarela por sete minutos e a suíça não retornou mais para a atividade.

Com todos os pilotos liberados para treinar, o australiano Will Power, que venceu a prova de São Paulo em 2010, assumiu a liderança por boa parte da sessão. Nos dez minutos finais, porém, Hunter-Reay reassumiu a ponta e travou boa disputa com Power e Briscoe, que terminou a primeira atividade no circuito de rua do Anhembi na primeira colocação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.