Alex Domanski/Reuters
Alex Domanski/Reuters

Britânico critica desistência de Wladimir Klitschko

'Quando nós vimos ele, estava tudo bem, eu só acho que ele não queria isso [lutar]', afirmou Chisora

AE-AP, Agência Estado

09 de dezembro de 2010 | 10h27

O lutador britânico Dereck Chisora lançou dúvidas sobre a razão pela qual Wladimir Klitschko desistiu de participar da luta válida pelo título dos pesos pesados, que estava marcada para sábado. O lutador ucraniano, que detém os cinturões da Federação Internacional de Boxe (IBF) e da Organização Mundial de Boxe (WBO), desistiu do combate na quarta-feira por conta de uma lesão abdominal.

Veja também:

linkWladimir Klitschko desiste de lutar com britânico

"Quando nós vimos ele, estava tudo bem, eu só acho que ele não queria isso [lutar]", afirmou Chisora, em entrevista à rádio BBC. Ele ressaltou esperar que a luta seja remarcada logo. "Ele ofereceu a luta e ele tem que lutar comigo", completou o boxeador britânico, confiante que o combate vai acontecer.

Assessor de Klitschko, Shelley Finkel, disse que o campeão dos pesos pesados deve ter condições de lutar novamente em dois meses. Klitschko tem em seu cartel 55 vitórias, sendo 49 por nocaute, e apenas três derrotas, enquanto Chisora está invicto, com 14 triunfos.

Tudo o que sabemos sobre:
boxeWladimir KlitschkoDereck Chisora

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.