Bronze no Mundial, Rafael Silva mantém-se líder do ranking do judô

Baby vê posição no ranking como resultado de seu desempenho constante desde 2012 e garante que quer se manter no topo 

Estadão Conteúdo

05 Setembro 2014 | 20h08

Há anos sem sofrer nenhum golpe, Teddy Riner é, de longe, o melhor judoca da atualidade. Campeão Mundial em Chelyabinsk (Rússia) há uma semana com relativa facilidade, o francês segue sem ser o líder do ranking mundial na categoria peso pesado (+100kg). Na atualização divulgada pela IJF (Federação Internacional de Judô), ele agora é o segundo, atrás do brasileiro Rafael Silva.

O Baby, como é chamado na seleção, ganhou bronze no Mundial. Neste ano, venceu um Grand Slam, foi prata em outro e ainda manteve o título pan-americano. Desde meados de 2011, só não foi ao pódio em duas competições.

"Eu vejo a posição no ranking como uma representação da consistência de resultados que venho apresentando desde 2012, sempre chegando ao pódio nas principais competições do circuito. Acredito que isso é o mais importante. É continuar trabalhando pra me manter no topo da categoria", disse Rafael Silva.

Após a atualização feita nesta sexta-feira no ranking, o Brasil tem oito atletas entre os três primeiros de suas categorias. O outro líder é Charles Chibana (até 66kg), que perdeu nas oitavas de final em Chelyabinsk.

Também são Top3: Victor Penalber (terceiro na até 81kg), Sarah Menezes (segunda na até 48kg), Erika Miranda (segunda na até 52kg), Rafaela Silva (terceira na até 57kg), Maria Suelen Altheman (segunda na +78kg) e a campeã mundial Mayra Aguiar, que ganhou duas posições e agora é segunda na até 78kg. A gaúcha, porém, passou todo o último ano machucada e por isso está atrás da francesa Audrey Tcheumeo, de quem ganhou na final na Rússia.

"O meu objetivo é sempre estar entre as quatro primeiras do ranking para poder sair bem nas chaves nas competições ao longo do ano. Então, fico feliz pela posição", comentou Mayra. O Brasil ainda tem Felipe Kitadai (60kg) em quinto, Alex Pombo (73kg) em sexto, Tiago Camilo (90kg) em 13.º, Luciano Correa (100kg) em 10.º, David Moura (+100kg) em sétimo e Mariana Barros (63kg) em 12.º.

Mais conteúdo sobre:
judô Mundial de Judô Rio 2016

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.