Bruno Fontes conquista vaga olímpica na classe Laser

Velejador vence com 22 pontos perdidos, oito de vantagem para o iatista Eduardo Couto, classificado na Finn

GIULIANDER CARPES, O Estado de S. Paulo

29 de fevereiro de 2008 | 21h22

Depois de ficar na reserva de Robert Scheidt por dois Campeonatos Pan-Americanos e uma Olimpíada, chegou a vez de Bruno Fontes. Nesta sexta-feira, o catarinense garantiu uma vaga para os Jogos de Pequim, em agosto. Ele representará o País na classe Laser, onde Scheidt conquistou oito campeonatos mundiais e três medalhas olímpicas - duas de ouro e uma de prata. Fontes, de 28 anos, conseguiu a classificação antecipada ao vencer a primeira das duas regatas programadas para o último dia da Seletiva Brasil de Vela - realizada desde domingo, na Baía de Guanabara, no Rio. Ele acabou a competição com 22 pontos perdidos, vantagem de oito pontos para o iatista Eduardo Couto, que já havia obtido vaga para a Olimpíada na classe Finn."Vou realizar um sonho de criança. Hoje é o dia mais feliz da minha vida", disse, depois de dar um mergulho com o técnico Marcelo Gusmão para comemorar a vitória.Com poucos ventos e mar agitado, a Baía de Guanabara tem condições semelhantes à raia de Qingdao, onde serão disputadas as regatas dos Jogos Olímpicos de Pequim. "No começo, as condições dificultaram. Depois, melhorou, e hoje estava perfeito", destacou o velejador.Bruno Fontes, 11.º colocado no Campeonato Mundial deste ano, acredita que pode fazer história logo na sua primeira Olimpíada. "Com certeza, vou para vencer. Sei que tenho condições de conquistar uma medalha", afirmou, convicto.A confiança vem de seus últimos resultados. No Campeonato Sul-Americano de 2008, por exemplo, ele chegou na segunda colocação, mas herdou o título porque o primeiro lugar foi do italiano Diego Romero. Detalhe: Bruno Fontes terminou a competição à frente de ninguém menos do que o argentino Julio Alsogaray, o segundo colocado do último Mundial. "Pretendo manter a tradição de bons resultados do iatismo brasileiro", garante o velejador.

Tudo o que sabemos sobre:
VelaPequim 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.